Onde o Traço Principia

Literatura e Ambiente




Recomendar livro a um amigo
Autoria: AAVV
Colaboração com a entidade: P.E.N. Clube Português

Sinopse:

Cada palavra poética é traçada com mão insegura, interrogando-se sobre o lugar que tem no mundo. Cada gesto é sentido como o lançar de um fio que logo se irá prender a outro para formar uma rede. E é a tessitura dessa mesma rede, o seu desenho harmonioso ou inquietante, que dará contas sobre a carga poética de cada texto, sobre a sustentabilidade de cada gesto nosso no mundo. E sobre o valor do sacrifício inerente a cada ganho. Um traço nosso é um arame onde se equilibram criação e desperdício. Já não vivemos na era das grandes estátuas, das obras que se erguiam como armas e fortalezas verticais obcecadas de vitória. Vivemos num tempo em que o menos tem de mostrar que é mais, em que as obras monumentais podem revelar-se pomposas e ridículas se comparadas a traços que se interrogam, tímidos, num caminho labiríntico que tira prazer e conhecimento nos meandros que encontra. Este trabalho reflecte uma partilha simples, uma confluência de mãos segurando o mesmo lápis, animadas por um impulso único – como um pulso único. O traço que aqui principia é, por isso mesmo, uma linha vazia, aberta à passagem de todas as vozes. Aqui, a escrita assinala mais do que um rito de passagem – assinala o ritmo lento da passagem da palavra e o seu inesgotável recomeço, sem pretensões de a circunscrever a um lugar.

Índice:

Introdução – Introduction – Introducción
Teresa Salema, Catarina Nunes de Almeida

Onde o Traço principia – Literatura e Ambiente
Where the Trace begins – Literature and Environment
Où le Trace commence – Littérature et Environnement
Donde comienza el Trazo – Literatura y Ambiente

Poetas – Poets – Poètes – Poetas
Albano Martins – António Graça de Abreu
António Ramos Rosa – Casimiro de Brito
Maria João Cantinho – Maria do Sameiro Barroso

Ensaístas – Essayists – Essayistes – Ensayistas
Eunice Cabral

Narradores – Novelists – Narrateurs – Narradores
Hélia Correia – José Manuel de Vasconcelos
Júlio Moreira – Manuel de Queiroz – Rui Costa

Detalhes:

Ano: 2010
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 70
Formato: 20,5x14,5
ISBN: 978-989-689-009-4
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
28/11/2017
E ANICETO VEM À LUZ, da autoria de Joseia Matos Mira
LANÇAMENTO: Dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), às 18h00, na Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa. Apresentação: Fernando Couto e Santos

28/11/2017
CONVERSAS SOBRE HISTÓRIA DA MÚSICA, da autoria de Jorge Costa Pinto
LANÇAMENTO: dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), entre as 11h30 e as 12h30, na Salão Nobre Academia Sénior, na Parede

27/11/2017
ROMEU CORREIA, com coordenação de Edite Simões Condeixa
LANÇAMENTO: Dia 27 de Novembro de 2017 (2.ª feira), às 18h00, no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada. Apresentação: Vitor Fernandes – poeta e romancista

25/11/2017
ANTÓNIO MARIA LISBOA – Eterno Amoroso, da autoria de Joana Lima
LANÇAMENTO: dia 25 de Novembro de 2017 (sábado), às 17h00, na Livraria Letra Livre, Galeria Zé dos Bois, em Lisboa

20/11/2017
JOÃO INOCÊNCIO CAMACHO DE FREITAS, da autoria de João Abel de Freitas
APRESENTAÇÃO: Dia 20 de Novembro de 2017 (2.ª feira), às 18h00, Auditório da Reitoria da Universidade da Madeira. Apresentação – Marcelino de Castro (Director da Revista Islenha)

18/11/2017
ANGOLA – O 4 de Fevereiro de 1961 em Luanda e Outras Memórias, da autoria de César Gomes
LANÇAMENTO: dia 18 de Novembro de 2017 (sábado), às 15h30, Auditório do Hotel Solverde, Granja (Espinho)

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99