O Falar de Marvão

Pronúncia, Vocabulário, Alcunhas, Ditados e Provérbios Populares




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Teresa Simão

Sinopse:

A obra concentra um estudo do Falar de Marvão, um concelho de raia do Alto Alentejo, integrado nos dialectos portugueses centro-meridionais (variedade da Beira Baixa e Alto Alentejo). Dada a conhecer a bibliografia referente aos estudos dialectológicos realizados no distrito de Portalegre até 2010 e caracterizado o concelho de Marvão, são apresentados os principais aspectos fonético-fonológicos, morfo-sintácticos e lexicais deste falar.

Índice:

Resumo

Abstract

Prefácio

Preâmbulo

Agradecimentos

Introdução
1. Prolegómenos
2. Metodologia

Capítulo 1 – Estudos dialectológicos realizados no distrito de Portalegre

Capítulo 2 – Caracterização do concelho de Marvão
2.1. Origens do topónimo “Marvão”
2.2. Localização e geografia física de Marvão
2.3. Evolução do povoamento do concelho
2.4. Economia
2.5. Demografia

Capítulo 3 – Principais aspectos fonético-fonológicos
Transcrição Fonética
3.1. Vocalismo
3.1.1. Vogais tónicas
3.1.1.1. Orais
3.1.1.2. Nasais
3.1.2. Vogais átonas
3.1.2.1. Orais
3.1.2.2. Nasais
3.2. Ditongos
3.2.1. Decrescentes orais
3.2.2. Crescentes orais
3.2.3. Decrescentes nasais
3.2.4. Crescentes nasais
3.3. Consonantismo
3.3.1. Consoantes oclusivas
3.3.1.1. Bilabiais
3.3.1.2. Dentais
3.3.1.3. Velares
3.3.2. Consoantes fricativas
3.3.2.1. Labiodentais
3.3.2.2. Dentais
3.3.2.3. Palatais
3.3.3. Consoantes africadas
3.3.4. Consoantes nasais
3.3.4.1. Bilabial
3.3.4.2. Alveolar
3.3.4.3. Palatal
3.3.5. Consoantes laterais
3.3.5.1. Alveolar
3.3.5.2. Palatal
3.3.6. Consoantes vibrantes
3.3.6.1. Alveolar
3.3.6.2. Uvular
3.4. Processos fonológicos gerais
3.4.1. Supressão
3.4.2. Inserção
3.4.3. Metátese
3.4.4. Dissimilação
3.4.5. Assimilação
3.4.6. Desnasalização
3. 5. Acentuação
Capítulo 4 – Principais aspectos morfo-sintácticos
4.1. Determinantes
4.1.1. Artigos
4.1.1.1. Definidos
4.1.1.2. Indefinidos
4.2. Nomes
4.2.1. Número
4.2.2. Género
4.2.3. Aumentativos
4.2.4. Diminutivos
4.2.5. Colectivos
4.3. Adjectivos
4.3.1. Graus
4.3.1.1. Comparativo
4.3.1.2. Superlativo
4.4. Pronomes
4.4.1. Pessoais
4.4.2. Possessivos
4.4.3. Demonstrativos
4.4.4. Relativos
4.4.5. Interrogativos
4.4.6. Indefinidos
4.5. Formas de tratamento
4.6. Verbos
4.6.1. Conjugações
4.6.2. Tempos e Modos
4.6.3. Conjugação Reflexa
4.6.4. Pessoa
4.6.5. Verbos especiais
4.6.6. Perífrases gramaticais
4.7. Advérbios e locuções adverbiais
4.7.1. Tempo
4.7.2. Lugar
4.7.3. Quantidade
4.7.4. Modo
4.7.5. Negação
4.7.6. Afirmação
4.7.7. Dúvida
4.7.8. Inclusão
4.7.9. Exclusão
4.7.10. Interrogativo
4.7.11. Outros
4.8. Preposições e locuções prepositivas
4.9. Conjunções e locuções conjuncionais
4.9.1. Coordenativas
4.9.2. Subordinativas
4.10. Interjeições e expressões interjectivas
4.10.1. Admiração
4.10.2. Desejo
4.10.3. Aflição
4.10.4. Indignação
4.10.5. Indiferença
4.10.6. Dúvida
4.10.7. Confirmação
4.10.8. Resignação
4.10.9. Desagrado
4.10.10. Silêncio
4.10.11. Chamamento
4.11. Formação de palavras
4.11.1. Composição
4.11.2. Derivação
4.12. Etimologia Popular
4.13. Outros aspectos morfo-sintácticos

Capítulo 5 – Léxico
5.1. Glossário sobre o Homem
5.2. Alcunhas
5.3. Provérbios e máximas populares

Conclusão

Bibliografia

Anexos
Anexo 1 – Os nossos informantes
Anexo 2 – Carta Dialectológical do Continente Português
Anexo 3 – Mapa Dialectológico do Continente Português
Anexo 4 – Mapa dos Dialectos e Falares de Portugal Continental
Anexo 5 – Mapa da Classificação dos Dialectos Galego-portugueses
Anexo 6 – Documento de demarcação do concelho de Marvão em 1264
Anexo 7 – Principais zonas de conflito na Guerra da Restauração
ÍNDICE DE FIGURAS E GRÁFICOS


Fig. 1 – Sr. João Pereira preparando uma peça de artesanato
Fig. 2 – Sr. José Braz exibindo um mangual
Fig. 3 – Grupo de trabalhadores do Pereiro
Fig. 4 – Marvão visto de São Salvador de Aramenha
Fig. 5 – Mapa que evidencia a localização de Marvão no contexto europeu e português
Fig. 6 – Vista panorâmica da parte norte do concelho
Fig. 7 – Vista panorâmica da parte sul do concelho
Fig. 8 – Mapa que ilustra o território de Marvão aquando da atribuição da carta de foral
Fig. 9 – As quatro freguesias que constituem o concelho de Marvão
Fig. 10 – Gráfico da distribuição percentual dos marvanenses por sector de actividade
Fig. 11 – Tabela da evolução da população do concelho de Marvão de 1900 a 2001
Fig. 12 – Pirâmide etária – 1991
Fig. 13 – Pirâmide etária – 2001
Fig. 14 – Gráfico da evolução do nível de instrução dos marvanenses.



A AUTORA:

Teresa Susana Bengala Simão nasceu em 1977 e sempre viveu na aldeia dos Alvarrões, freguesia de São Salvador de Aramenha, concelho de Marvão.
Licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas (Português-Alemão), na Universidade de Coimbra, onde começou a interessar-se mais vivamente pela área da Dialectologia. Interesse esse que se aprofundou aquando da pós-graduação em Língua, Cultura Portuguesa e Didáctica, na Universidade da Beira Interior. É mestre em Ciências da Linguagem e da Comunicação, pela Universidade de Évora, onde apresentou a tese intitulada “O Falar de Marvão”. Actualmente é doutoranda em Linguística pela mesma universidade.
Docente de Língua Portuguesa e Língua Alemã, sempre conciliou a sua profissão com a investigação na área do património imaterial do seu concelho, dedicando especial atenção às áreas da Etnologia e Dialectologia.
Participou no capítulo dedicado à Etnografia na obra “São Salvador de Aramenha – História e Memórias da Freguesia” e foi co-autora do livro “Marvão à Mesa com a Tradição”.

Detalhes:

Ano: 2011
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 302
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-107-7
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
28/11/2017
E ANICETO VEM À LUZ, da autoria de Joseia Matos Mira
LANÇAMENTO: Dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), às 18h00, na Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa. Apresentação: Fernando Couto e Santos

28/11/2017
CONVERSAS SOBRE HISTÓRIA DA MÚSICA, da autoria de Jorge Costa Pinto
LANÇAMENTO: dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), entre as 11h30 e as 12h30, na Salão Nobre Academia Sénior, na Parede

27/11/2017
ROMEU CORREIA, com coordenação de Edite Simões Condeixa
LANÇAMENTO: Dia 27 de Novembro de 2017 (2.ª feira), às 18h00, no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada. Apresentação: Vitor Fernandes – poeta e romancista

25/11/2017
ANTÓNIO MARIA LISBOA – Eterno Amoroso, da autoria de Joana Lima
LANÇAMENTO: dia 25 de Novembro de 2017 (sábado), às 17h00, na Livraria Letra Livre, Galeria Zé dos Bois, em Lisboa

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99