Manuscrito 50 da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra - Parte II

Vilancicos, romances, tonos e um Te Deum de Santa Cruz de Coimbra. Século XVII




Recomendar livro a um amigo
Notas: Jorge Matta

Sinopse:

Todas as obras incluídas nesta edição são originárias do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, um dos principais centros musicais portugueses durante os séculos XVI a XVIII. Era uma comunidade musical auto-suficiente que utilizava os seus próprios membros como cantores, instrumentistas, mestres de música, compositores e fabricantes de instrumentos. O Manuscrito 50 é um dos mais preciosos volumes guardados na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra. Em muito mau estado de conservação, com buracos, manchas, notas e palavras ilegíveis, contém cerca de 30 vilancicos anónimos, metade dos quais se transcrevem nesta edição. Entre eles estão vários negros, obras que são magníficos exemplos da troca cultural inerente às descobertas e evangelização portuguesas.

Índice:

Prefácio
1. Que clarines son Pascoal
2. Dizid me qual de los dos
3. Bida de mi bida
4. A dar belleza a las flores
5. Aquel amante dibino
6. Oigan señores milagros
7. Quando a la corriente
8. Aqui puestos de rodillas
9. El pó con laços de plata
10. O meu manto amarelo
11. Quien es aquel sol hermoso
12. Marabillas publiquen los cielos
13. Niño amor que cautibas
14. Llebada de un bibo fuego
15. Casuá casué
16. Orgullosa fuentezilla
17. Quando de las tres personas
18. Brillando sus rayos
19. De las batallas de amor
20. Te Deum Laudamus

TRANSCRIÇÃO, ESTUDO E REVISÃO:
Jorge Matta é doutorado em Musicologia Histórica pela Universidade Nova de Lisboa, onde é professor no Departamento de Ciências Musicais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. É maestro assistente do Coro Gulbenkian desde 1976. Destacado investigador, editor e intérprete de música portuguesa, tem realizado inúmeras primeiras audições modernas, estreias absolutas e gravações de obras vocais e instrumentais de compositores portugueses.

MUSICOGRAFIA:
Artur Carneiro é licenciado em Arquitectura pela Escola de Belas-Artes de Lisboa, dedicou-se à música e é presentemente Professor Adjunto na Escola Superior de Educação de Lisboa, onde lecciona as disciplinas de Direcção Coral e Instrumental e Educação Vocal nos cursos de licenciatura e mestrado. Qualificado em execução musicográfica por computador, tem colaborado em edições da Fundação Calouste Gulbenkian e no projecto Ibermúsica para a investigação do património musical português.

Detalhes:

Ano: 2012
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 110
Formato: 29,5x21
ISBN: 978-989-689-189-3
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
28/11/2017
E ANICETO VEM À LUZ, da autoria de Joseia Matos Mira
LANÇAMENTO: Dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), às 18h00, na Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa. Apresentação: Fernando Couto e Santos

20/11/2017
JOÃO INOCÊNCIO CAMACHO DE FREITAS, da autoria de João Abel de Freitas
APRESENTAÇÃO: Dia 20 de Novembro de 2017 (2.ª feira), às 18h00, Auditório da Reitoria da Universidade da Madeira. Apresentação – Marcelino de Castro (Director da Revista Islenha)

18/11/2017
ANGOLA – O 4 de Fevereiro de 1961 em Luanda e Outras Memórias, da autoria de César Gomes
LANÇAMENTO: dia 18 de Novembro de 2017 (sábado), às 15h30, Auditório do Hotel Solverde, Granja (Espinho)

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99