Poesia do Meu Sentir




Recomendar livro a um amigo
Temas: Poesia, Alentejo

Sinopse:

Eu escrevo, por vezes escrevo. / Não escrevo nada de novo,/ Não escrevo porque aprendi:/ Nem literatura,/ Nem ciência, Nem fi losofi a, / Nem tão-pouco teologia. / São fracos os meus conhecimentos, / Eu sei./ Mas escrevo porque sinto: / Sinto as coisas simples da vida, / Sinto o amor. / Sinto a Paz que vem de Ti. / Não sinto; não quero sentir: / O ódio, / O rancor, / A ironia, / A maldade, / A mentira, / O maldizer, / A tirania, / A força do poder que desencadeia a guerra. / A surdez que não deixa ouvir / Os gemidos dos que sofrem!

Índice:

A AUTORA:

Maria Ana Manso Salgueiro Salvador nasceu em Castelo de Vide em 30 de Novembro de 1946. Iniciou a sua vida profi ssional aos 20 anos na Câmara Municipal de Castelo de Vide de onde saiu para continuar a sua carreira administrativa, em 1973, na Câmara Municipal de Almada. Completou a sua formação académica em 1986 no Centro de Estudos de Formação Autárquica (CEFA), em Coimbra. Regressou à sua terra natal em 2005, após passar à situação de reforma, onde hoje reside, tendo a partir dessa altura e por falta de ocupação retomado os seus hábitos de escrita que já tinha experimentado na adolescência.

Detalhes:

Ano: 2012
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 116
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-230-2
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
23/11/2019
ROSÁLIA – A menina Exposta da Roda, da autoria de Florbela Teixeira
LANÇAMENTO: dia 23 de Novembro de 2019 (sábado), das 16h00 às 18h00, na Biblioteca Municipal de Palmela

20/11/2019
A ILHA É UMA LUPA, da autoria de Maria José Nazaré
LANÇAMENTO: dia 20 de Novembro (4.ª feira) às 18h30, no Espaço UCCLA, em Lisboa

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99