O Retorno dos “Gans”

Romance




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Fernando Perdigão

Sinopse:

Esta obra aborda, entre outros, um dos temas mais controversos da sociedade guineense de hoje – o ocultismo ligado ao culto ao morto. Trazido dos tempos mais remotos da sua existência, a sociedade guineense tem gerido com alguma dificuldade esta componente da sua tradição. Neste caso, da ficção literária à realidade, vão escassos passos. Mas, de entre o emaranhado da sua cosmogonia, e as suas incursões quotidianas aos domínios da modernização, o guineense sente como que a desabar sobre si uma espécie de cataclismo… O autor diagnosticou algumas enfermidades culturais, mas a obra visa, acima de tudo, exercer uma função profilática na mente da nova geração, com o objetivo de debelar o impacto devastador desse pandemónio…

Índice:

PREFÁCIO – Por: Filipe Sanhá
Capítulo I – O medo de algo
Capítulo II – Anúncio trágico
Capítulo III – As carpideiras
Capítulo IV – O condutor de almas
Capítulo V – A declaração de amor
Capítulo VI – Jornadas universitárias
Capítulo VII – Segundo reza a tradição
Capítulo VIII – A morte de Nhu Kumbito
Capítulo IX – O cabaz
Capítulo X – Elogio póstumo
Capítulo XI – Em busca do paradigma perdido
Capítulo XII – Os caminhos do Irã
Capítulo XIII – A mensagem
Capítulo XIV – A árvore genealógica
Capítulo XV – O Gan dos tempos modernos
Capítulo XVI – O testamento
Glossário




O AUTOR:

Fernando Eduardo Marques Perdigão é guineense, nascido a 27-5-1954. É jornalista e pai de 4 filhos. Fez os estudos primário e secundário em Bissau; Formação técnica na Escola Industrial e Comercial de Bissau; Jornalismo e Fotografia na Alemanha Democrática; Formação em Planificação Estratégica no Instituto Gorée-Senegal e em Bolívia. Jornalista/fundador do Jornal NÔ PINTCHA-1975; realizador/produtor do Programa Rádio Rural; Chefe de Departamento de Informação do SOLIDAMI (Instituto para a Cooperação Não-Governamental); Produtor da Revista “Ponto de Encontro” – Solidami; Consultor/Produtor da Revista “COOPERAÇÃO” do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação; Redator principal da Revista “BAGA-BAGA” da AGEOPPE; Presidente do Conselho Fiscal do Forum Nacional das ONG’s; Fundador e Presidente do Conselho Diretivo do CID (Centro de Informação para o Desenvolvimento); Co-organizador (CID/Alternag/AJGB – INSTITUTO PANOS) da Primeira Conferência Internacional sobre “O Pluralismo na Informação na Guiné-Bissau”; Representante da Sociedade Civil na Conferência da ONU no Mali, sobre “Tráfico de Armas, Prevenção de Conflitos e Desenvolvimento – Nov. 1996”; Vencedor do “Prémio Literário – José Carlos Schwarz”, na categoria de contos – edição 2012 – único prémio literário do país, patrocinado pela Embaixada do Brasil.

Detalhes:

Ano: 2013
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 340
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-315-6
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
23/11/2019
ROSÁLIA – A menina Exposta da Roda, da autoria de Florbela Teixeira
LANÇAMENTO: dia 23 de Novembro de 2019 (sábado), das 16h00 às 18h00, na Biblioteca Municipal de Palmela

20/11/2019
A ILHA É UMA LUPA, da autoria de Maria José Nazaré
LANÇAMENTO: dia 20 de Novembro (4.ª feira) às 18h30, no Espaço UCCLA, em Lisboa

17/11/2019
VERSOS DISPERSOS, da autoria de José da Luz
LANÇAMENTO: 17 de Novembro, às 15h00, no Auditório da União de Freguesias Bispo, Vila e Silveiras. Apresentação: Alice Barreiros

16/11/2019
CASTELO DE VIDE – História e Sociedade (1906 a 1951), da autoria de Mateus da Cruz Maniés (†)
LANÇAMENTO: dia 16 de Novembro (sáb.) às 16h00, na Fundação Nossa Senhora da Esperança, em Castelo de Vide. Apresentação: Professor Doutor Francisco Sepúlveda Teixeira

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99