AREZ

Da Idade Média à Idade Moderna




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Ana Santos Leitão

Sinopse:

Arez é actualmente uma freguesia do Concelho de Nisa, integrada no Distrito de Portalegre, na região do Alto Alentejo. Na descrição heráldica do seu Brasão constava a Cruz da Ordem Militar de Aviz, no entanto foi possível comprovar através deste estudo, que Arez foi Comenda da Ordem Militar de Cristo. A contextualização introdutória e genérica do espaço onde está inserida, foi baseada no conceito de Fronteira, numa lógica de consolidação da formação territorial pelo povoamento. Arez era uma terra senhorial, fazendo parte da Vigairaria de Tomar e recebeu Carta de Foral, dada por D. Manuel I, em 20 de Outubro de 1517, em Lisboa.

Índice:

Prefácio

Apresentação

I – A consolidação da formação territorial pelo povoamento
As Ordens Religiosas
Os Templários
A Ordem do Hospital
A Ordem de Cristo
A zona de confluência das 2 Ordens Militares

II – Ares e a Ordem do Templo: senhorialização e evolução institucional
A Senhorialização da Ordem do Templo e o processo de senhorialização
Ares entre as Dioceses da Guarda e Portalegre
O Donatário
A Correição
O Termo
O Julgado
A Câmara
O Alcaide
O Escrivão das Sisas
O Concelho
O Tabelião público e judicial
A jurisdição da Ordem de Cristo
A União dos mestrados das Ordens Militares à Coroa
A Comenda
Os Tombos da Ordem de Cristo
O Títollo da Comenda de Ares
O Foral da vila de Ares
O Vigário da Igreja de N.ª Sr.ª da Graça da freguesia de Ares
O Tombo de St.ª Maria de Ares de 1638
A comparação entre os 2 Tombos da Ordem de Cristo
O Escrivão das Dízimas
As Memórias Paroquiais

III – O espaço rural: paisagem e povoamento
O Espaço
A Rede Hidrográfica
O Ager
A Paisagem
O Povoamento
A Toponímia e a Agrotoponímia
A Demografia
O Espaço de Ares na Documentação
O Tombo de 1505
O Foral de 1517
O Tombo de 1638
O Tombo da Misericórdia de 1714
As Memórias Paroquiais de 1758

IV – A caracterização económica, sistema de exploração e rendimentos
O “Títollo da Comenda de Ares” de 1505
O Foral de Ares de 1517
O Tombo de St.ª Maria de Ares da Ordem de Cristo de 1632
O Património da Misericórdia de Ares
A Décima
Livro das Décimas de 1762
O Centeio
As Memórias Paroquiais de 1758
Os Rendimentos

V – A organização social e reconstrução da vila antes das Memórias
Paroquiais de 1758
O Núcleo Primitivo
O Núcleo Antigo
O Casario
Os arruamentos
O povoado
O Correio
As funções sociais dos moradores da vila de Ares em meados do séc. XVIII
A Fazenda e Maneio
O hospital
A missão social do Clero – Gafarias. Hospitais, albergarias e outras instituições de beneficência
A confraria
A Misericórdia
A Igreja Paroquial
O orago da freguesia
O inventário da Igreja Matriz
A capela da Misericórdia
A ermida de St.º António

VI – Considerações finais

Fontes e Bibliografia



A AUTORA:

Ana Cristina Encarnação Santos Leitão nascida em Lisboa, em 1971, é licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e Mestre em História Regional e Local pela mesma Faculdade. Possui o Curso Superior de Turismo e uma Pós-Graduação em Gestão Autárquica Avançada, áreas profissionais a que se tem dedicado desde 1995. Investigadora do Centro de História da FLUL e membro da Sociedade Portuguesa de Estudos Medievais. No âmbito da investigação histórica e do património cultural, destaca-se a publicação de edições e artigos, participação, colaboração e organização de seminários, colóquios, congressos e workshops nacionais e internacionais. Actualmente é Bolseira de Doutoramento da Fundação para a Ciência e Tecnologia e doutoranda do PIUDH, sediado no ICS da Universidade de Lisboa.

Detalhes:

Ano: 2013
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 192
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-332-3
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
08/04/2017
MEMÓRIAS QUE FAZEM HISTÓRIA. Lapa dos Dinheiros uma Aldeia da Serra da Estrela, da autoria de Zita Rodrigues
LANÇAMENTO: Dia 08 de Abril de 2017 (Sábado) às 15h00, em Seia

06/04/2017
CRÓNICAS PRISIONAIS, da autoria de Jorge Branco
APRESENTAÇÃO: Dia 06 de Abril de 2017 (5.ª feira) às 18h00, sede da Ordem dos Médicos (Lisboa). Apresentação: Dr.ª Graciela Simões e a Drª. Filomena Fortes

31/03/2017
ECLÉTICA II - em formação (Regulamento)
INFORMAÇÃO DETALHADA: clique em "links" *ECLÉTICA II, nesta página

29/03/2017
INVESTIMENTO INTERNACIONAL INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE CAPACIDADES LOCAIS, com coordenação de Paula Urze e Vítor Corado Simões
LANÇAMENTO: Dia 29 de Março de 2017 (4.ª feira) às 17h30, no ISEG/UL, Lisboa. Apresentação: João Picoito [VP, Nokia Oy], Ana Teresa Tavares-Lehmann [FE, Universidade do Porto]

29/03/2017
OPINIÃO DO DIA - Expressão de Liberdade, da autoria de Jorge Gonçalves
LANÇAMENTO: Dia 29 de Março de 2017 (4.ª feira) às 18h00, na Universidade Lusófona, em Lisboa. Apresentação – Eduardo Fernandes, Economista

25/03/2017
NORDESTE ALENTEJANO. Etnografia, Literatura, Oralidades, Arqueologia e História Montalvão, Póvoa e Meadas e Castelo de Vide, da autoria de Martins Barata
LANÇAMENTO: Dia 25 de Março de 2017 (Sábado) às 16h30, na Associação Vamos à Vila, Montalvão (c. de Nisa)

25/03/2017
ECLÉTICA - Antologia da Lusofonia que contempla todos os géneros literários (vol. I)
LANÇAMENTO: 25 (sáb.) de março de 2017, às 16 horas, na Casa do Alentejo, em Lisboa

24/03/2017
CRÓNICAS DO BAR DOS CANALHAS, Coordenado por Eduardo Águaboa
APRESENTAÇÃO: Dia 24 de Março de 2017 (6.ª feira) às 21h00, na Associação do Porto de Paralisia Cerebral, Porto. Apresentação – Vieira Duque (Conservador da Fundação Dionísio Pinheiro e Alice Cardoso Pinheiro)

28/02/2017
ODÉLIA E A METAFÍSICA, de Fernando Barata Freitas
DISPONÍVEL PARA VENDA a mais recente obra de Fernando Barata Freitas. Aqui mesmo: http://www.edi-colibri.pt/Detalhes.aspx?ItemID=2081

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99