Marvão – Visita Guiada

= Guided Tour




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Domingos Bucho

Sinopse:

A mais longínqua referência histórica a Marvão foi o refúgio que aqui encontrou Ibn Marwan, muladi de Mérida, em 876/7, quando se rebelou contra o Emir de Córdova. O episódio é sintomático da natureza e interesse do lugar, quer no processo da Reconquista quer no da defesa da fronteira estabelecida com o Tratado de Alcanizes (1297). A região terá caído, definitivamente, na posse da cristandade, pelos finais do séc. XII, sendo o primeiro foral concedido por D. Sancho II (1226). Em atitude anti-senhorial, D. Dinis apossou-se do castelo (1299), iniciando-se, então, um processo de refortificação e de desenvolvimento da vila. Mas o povoamento foi sempre dif ícil, sendo necessário o estabelecimento de um couto de homiziados de 200 pessoas (1378). Com a Guerra da Restauração (1640-1668), a Praça ganhou importância militar, até que a obsolescência geral das fortificações, no séc. XIX, lhe retirou a característica que havia justificado, historicamente, a sua fundação no topo dos rochedos. Dos finais do séc. XIX até meados do século passado, Marvão passou por um período difícil, de sobrevivência, chegando a ser anexada ao concelho de Castelo de Vide (1895-98). Com a chegada, tardia (1947-66), de bens elementares da civilização urbana (electricidade, esgotos, água canalizada, acesso por estrada alcatroada), construíram-se alojamentos turísticos, abriram-se restaurantes e a vila encontrou a sua nova vocação, oferecendo-se ao turismo cultural e de natureza com a grande singularidade da sua identidade. Em permanência, residem hoje (2015) na vila cerca de cem habitantes, contra as sete centenas e meia de há dois séculos.

Índice:

Origens e caracterização / Origins and characterisation

Porta de Ródão e Rua de Cima / Ródão Gate and Upper Street

A Praça e a Câmara Velha / The Square and the Old Town Hall

Rua do Espírito Santo / Street of the Holy Spirit

Largo do Espírito Santo / Holy Spirit Square

Rua do Castelo / Castle Street

O Castelo / The Castle

Largo de St.ª Maria / St. Mary's Square

Rua Dr. Matos Magalhães e Jeremias da Conceição Dias / Dr. Matos Magalhães Street and Jeremias da Conceição Dias

Rua de São Tiago e Corro / St James' Street and Arena

O Postigo do Torrejão e a Porta da Vila / The Postern of the Big Turret and the Gate of the Town

Convento de Nossa Senhora da Estrela / Convent of Our Lady of the Star

Detalhes:

Ano: 2015
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 60
Formato: 24x17
ISBN: 978-989-689-486-3
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
28/11/2017
E ANICETO VEM À LUZ, da autoria de Joseia Matos Mira
LANÇAMENTO: Dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), às 18h00, na Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa. Apresentação: Fernando Couto e Santos

28/11/2017
CONVERSAS SOBRE HISTÓRIA DA MÚSICA, da autoria de Jorge Costa Pinto
LANÇAMENTO: dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), entre as 11h30 e as 12h30, na Salão Nobre Academia Sénior, na Parede

27/11/2017
ROMEU CORREIA, com coordenação de Edite Simões Condeixa
LANÇAMENTO: Dia 27 de Novembro de 2017 (2.ª feira), às 18h00, no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada. Apresentação: Vitor Fernandes – poeta e romancista

25/11/2017
ANTÓNIO MARIA LISBOA – Eterno Amoroso, da autoria de Joana Lima
LANÇAMENTO: dia 25 de Novembro de 2017 (sábado), às 17h00, na Livraria Letra Livre, Galeria Zé dos Bois, em Lisboa

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99