Sina Social Cigana

História, Comunidades, Representações e Instituições




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

Este livro, tendo por base alguns resultados de um projecto de investigação, retrata as condições de vida e trabalho de famílias e comunidades ciganas no distrito de Braga, assim como as suas situações de privação nos acampamentos e bairros sociais, níveis de escolaridade, modos de vida, relações de vizinhança e conflitos intra e interétnicos, rituais e crenças desde o casamento à morte e subsequente luto. Por outro lado, o livro evidencia como as seculares relações interétnicas entre ciganos e não ciganos na Europa se têm historicamente caracterizado por processos de perseguição e repressão, estigmatização e segregação socio-espacial. Em Portugal, embora se tenham registado ligeiros avanços de ordem jurídico-política desde os séculos XIX e XX, sobretudo no pós 25 de Abril, predominam todavia não só fechamentos e indiferenças, alheamentos e distanciamentos como inclusive atitudes preconceituosas e formas de discriminação e racismo ora flagrante ora subtil, ora institucional, ora quotidiano, tomando como estudos de caso os territórios e contextos socio-espaciais de Oleiros – Vila Verde, Barcelos, Guimarães e Braga. Por fim, convictos que ‘outros mundos’ são possíveis e sobretudo sabendo que há já exemplos edificantes, ainda que bem excepcionais, são feitas, à luz duma multiculturalidade crítica, algumas recomendações no sentido de superar preconceitos e estigmas e realizar uma plena cidadania intercultural.

Índice:

Capítulo I – Introdução: problema, teoria e estratégia metódico-técnica
1. Racismo: um tema na agenda científica, social e política
2. Discriminação e racismo: breve síntese das (pseudo)teorias correntes
3. Etnicidade e acção política
4. O percurso metódico-técnico da pesquisa

Capítulo II – Povo cigano na Europa e em Portugal: breve perspectiva histórica
1. Os tempos primordiais: entre lendas e história
2. Governamentalidade e nomadismo cigano na Europa contemporânea
3. As políticas estatais em Portugal face aos ciganos: a história de uma perseguição
4. Políticas recentes e actuais face às comunidades ciganas

Capítulo III – Territórios, contextos sócio-espaciais e conflitos intrafamiliares
1. Espaço e comunidades
2. Os contextos locais e municipais dos estudos de caso
3. Entre acampamentos e bairros sociais: alojamento e equipamentos domésticos
4. As relações intrafamiliares e os conflitos nas comunidades

Capítulo IV – Comunidade cigana: família e escola
1. A família: local de socialização e unidade de (re)produção
2. Ser criança cigana: a socialização básica
3. A criança e o jovem face à escola: entre o presente e o futuro

Capítulo V – Rituais e crenças: do casamento à morte
1. Namoro e casamento: estratégia e ritual
2. A morte e o luto
3. Religião e religiosidade cigana: crenças e prácticas sincréticas

Capítulo VI – Modos de vida: trabalho e escolaridade
1. Economias: actividades e rendimentos das famílias ciganas
2. Ciganos e suas profissões em contexto (semi)rural e urbano
3. Escola e baixos níveis de escolaridade: dos adultos à geração mais velha

Capítulo VII – Velhas e novas fontes de rendimento: entre a privação relativa e os ‘negócios’
1. Um presente precário e um futuro incerto
2. Percepções de privação relativa e horizonte de baixas expectativas
3. O tráfico de droga: uma nova ‘ocupação’ ou uma oportunidade com ‘presente’ envenenado?

Capítulo VIII – Ciganos e não ciganos: representações, atitudes e práticas
1. Preconceitos e práticas discriminatórias: o caso de Oleiros-Vila Verde
2. Percepções e representações negativas: o caso de Barcelos
3. (In)sociabilidades, tensões interétnicas e classes: ainda o caso de Barcelos
4. “Nós” e “eles”: o bairro Nogueira da Silva versus o bairro do Picoto em Braga

Capítulo IX – Ciganos e não ciganos: representações e relações de vizinhança
1. Uma experiência inovadora: o bairro social da Atouguia em Guimarães

Capítulo X – Ciganos e Estado: representações e práticas
1. Entre o avanço político-legal do 25 de Abril e a actual discriminação racial institucional
2. Autoridades e a comunidade cigana: ilustrando com o caso de Oleiros, Vila Verde
3. Ciganos e crimes: breve retrato geral
4. Do acampamento ou bairro social à prisão: experiências ciganas face às instituições
(i) Comunidades ciganas e segurança social: as assistentes sociais
(ii) Ciganos e autoridades policiais
(iii) Ciganos e o poder judicial
(iv) Ciganos e a prisão: estigma e sofrimento

Algumas conclusões e recomendações

Bibliografia


Data de Publicação: DEZEMBRO DE 2014


O AUTOR:

Manuel Carlos Silva – Doutorado pela Universidade de Amesterdão em Ciências Sociais e Políticas. Professor catedrático e Director do Centro de Investigação em Ciências Sociais (CICS) na Universidade do Minho (2002-2014). Distinguido com o Prémio Sedas Nunes pela obra “Resistir e Adaptar-se” (1998, Afrontamento) sobre o campesinato, tem publicado sobre o rural-urbano, desenvolvimento e desigualdades sociais (de classe,
étnicas e género). (Co)organizador de Congressos nacionais e internacionais, foi Presidente da Associação Portuguesa de Sociologia (2010-2012).

Detalhes:

Ano: 2016
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 300
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-283-8
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
05/06/2017
CONCELHO DE TONDELA – HERÁLDICA, HISTÓRIA E PATRIMÓNIO, de Luís Ferros, Manuel Ferros e Rui do Amaral Leitão
BREVEMENTE DISPONÍVEL

31/05/2017
ECLÉTICA II - em formação (Regulamento)
INFORMAÇÃO DETALHADA: clique em "links" *ECLÉTICA II, nesta página

26/05/2017
PATRIMÓNIO E TURISMO, de José Manuel Figueiredo Santos
LANÇAMENTO: dia 26 de Maio de 2017 (6.ª feira) às 18h00, em Portimão. Apresentação: Prof.ª Doutora Alexandra Rodrigues

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99