Cadernos do Endovélico, n.º 2

“Património Cultural e Desenvolvimento entre o Material e o Imaterial”




Recomendar livro a um amigo
Coordenação: Ana Paula Fitas
Colaboração com a entidade: Câmara Municipal do Alandroal

Sinopse:

De São Miguel da Mota à Defesa da Pedra Alçada, das Mimosas às Águas Frias, da Rocha da Mina ao Poio Grande, das Antas de Santiago Maior às do Lucas e às dos Galvões, do Castelinho ao Castelo Velho e aos Moinhos da Defesa, da Cinza e do Gato, do Endovélico à Sr.ª dos Prazeres ou da Boa-Nova, a St.º Amaro ou à Santa Cruz, o património arqueológico e etnológico do concelho de Alandroal guarda e grava, nas margens do Guadiana, a memória de uma identidade em construção que o trabalho e o tempo nos ajudam a revelar, a explicar e a compreender. ¶ [Ana Paula Fitas – Coordenadora Científica do Centro de Estudos do Endovélico] ¶¶ Foi esse olhar e sentir que despertou em nós o desejo de dignificar e garantir a merecida valorização e preservação do nosso Património Material e Imaterial, e que nos orientou no sentido da formalização do projeto do “Vale Sagrado do Lucefecit”, que foi desenvolvido em parceria com o Centro de Estudos do Endovélico, e que seguramente permitirá obter a classificação de sítio de interesse nacional de uma parte riquíssima do nosso território, monumentos, espaços históricos e arqueológicos e de várias manifestações culturais, etnográficas e religiosas, que marcarão definitivamente o Alandroal como destino turístico de excelência. ¶ [Mariana Chilra – Presidente da Câmara Municipal de Alandroal]

Índice:

Nota de Abertura
Mariana Chilra

Editorial
Ana Paula Fitas


PAINEL 1
PATRIMÓNIO CULTURAL ARQUEOLÓGICO

O Santuário de Endovélico: para uma Leitura do seu Espólio
Amílcar Guerra, Th. Schattner, Carlos Fabião

Nas Origens da Lusitânia: as Ânforas da Ulterior Ocidental no Interior Alto Alentejano
Rui Mataloto, Conceição Roque, Joey Williams

Lucefece: um Rio de Tempo
Manuel Calado


PAINEL 2
PATRIMÓNIO CULTURAL ETNOLÓGICO

O Porco na Paisagem, na Sociedade e na Cultura Alentejana
António Galopim de Carvalho

Lendas e Narrativas da Ribeira do Lucefécit
Ricardo Damásio Pacífico

As Brincas de Carnaval de Évora – sua Inventariação enquanto valor do Património Cultural Imaterial de urgente Salvaguarda
Rui Arimateia


PAINEL 3
PATRIMÓNIO CULTURAL E DESENVOLVIMENTO

Mesa-Redonda: Desenvolvimento, Património Natural, Património Cultural e Sustentabilidade da Economia Local
Manuel Lapão (Moderação)
Catarina Coelho
Fátima Bacharel
Hortênsia Menino
Ângelo de Sá


PAINEL 4
TRADIÇÃO E MODERNIDADE A NATUREZA INTEGRADORA DA RELIGIÃO E DA FESTA

A Festa da Senhora das Boas Novas, ou dos Prazeres, de Terena, e o Antigo Culto da Lua. Relações com Endovélico e Atégina
Moisés Espírito Santo

Mesa-Redonda: Tradição e Mordernidade A Memória e a Revitalização dos Cultos
Tânia Rico (Moderação)

Fernando González – Tradição e Modernidade: O Culto Wicca Celtibera

Luís Ganhão – A Confissão Religiosa Wicca Celtibera em Portugal

Moisés Espírito Santo – Interpretação da Legenda duma Moeda de Salácia – A Chamada Escrita Ibérica

Rui Arimateia – Tradição e Modernidade. Entre a Memória e a Revitalização dos Cultos. Aproximações Teosóficas

Ana Paula Fitas – A Construção Social da Identidade Cultural – entre a Paisagem, a Memória, a Religião e os Lugares


OUTROS TEXTOS

Corrida de Touros Andaluza: do Fascínio à Interpretação duma Forma Cultural
José Rodrigues dos Santos

Detalhes:

Ano: 2016
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 196
Formato: 24x17
ISBN: 978-989-689-597-6
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
16/12/2017
CONTOS PRÓDIGOS (e outros) VADIOS, da autoria de Conceição Oliveira
LANÇAMENTO: dia 16 (sábado) de dezembro de 2017, pelas 16h00, na Biblioteca Municipal de Aveiro

16/12/2017
EM NOME DO FILHO, da autoria de Manuel da Luz
LANÇAMENTO: Dia 16 de Dezembro de 2017 (sábado), às 15h15, no Museu de Portimão. Apresentação: Dr.ª Dália Paulo

16/12/2017
ANARQUISMO MODERNO, MAS NÃO PÓS-MODERNO, Org: António Cândido Franco, Carlos Abreu, João Freire, Manuela Parreira da Silva, Maria Alexandre Lousada
LANÇAMENTO: Dia 16 de Dezembro de 2017 (sáb.), às 15h00, no Museu do Aljube, em Lisboa. Apresentação: José Bragança de Miranda

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99