O Homem que Vivia Dentro dos Sonhos

Romance




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

«Vamos encontrá-lo, nas páginas iniciais deste livro de Natália Constâncio, internado na Venerável ordem Terceira de S. Francisco, nos últimos tempos de vida, quando Cervantes já se lamentava a alguém: «puesto ya el pie en el estribo…». O ambiente é-nos sugerido numa prosa nítida e fresca, algo circunstanciada, de modo quase a fazer-nos esquecer que se trata duma diegese ficcional. Um dos grandes poderes da literatura é precisamente esse: o de nos transportar, sem darmos por isso, ao foco, ou ao palco da acção.» [Prefácio | Mário de Carvalho] *************************************************************** Madrid. Abril de 161 6. Enfermo, Miguel de Cervantes Y Saavedra repousa no seu leito de morte, no Convento da Ordem Terceira de São Francisco de Assis. Depois de os frades abandonarem os aposentos, o escritor é visitado por Dom Quixote de la Mancha, a quem há muito esperava. Conversam sobre temas como o amor, os sonhos e os ideais que ambos acalentaram, ao longo da vida. Este romance mescla factos históricos com elementos fictícios. ¶¶ «A morte levou-me o companheiro que assomava àquela janela para cumprimentar a vida. Admirei-o pelo caráter e pela imaginação. Apesar da doença, viveu intensamente cada minuto, como se o espectro da morte o não afetasse. Antes de encomendar a alma a Deus, reconciliou-se com um velho amigo, o Conde de Lemos, Dom Pedro Fernández de Castro, a quem escreveu, no romance de aventuras Los trabajos de Persiles y Sigismunda, aquela que é a dedicatória mais singular e mais inolvidável que um homem pode compor: «O tempo é breve, as ânsias crescem, as esperanças minguam, e contudo levo a vida sobre o desejo que tenho de viver.»

Índice:

AUTORA

Natália Constâncio nasceu em Moçambique e cresceu em Freixo de Espada-à-Cinta. É Doutorada em Estudos Portugueses, com a tese Subversão e Paródia na obra de Mário de Carvalho (2012) e inves-tigadora do I . E . L . T . Tem vários trabalhos sobre o autor, como “Humanos, Animais e Seus Iguais: Epítome de Uma Morte Anunciada, em Mário de Carvalho”, publicado em Falas da Terra no Século XXI (Esfera do Caos Editores, 2011), Ruínas e Incertezas em Um Deus Pas-seando pela Brisa da Tarde, de Mário de Carvalho (Colibri, 2007) e Paixão, Aleivosia e Morte em O Conde Jano, de Mário de Carvalho (Apenas Livros, 2004). Tem publicado folhetos de cordel na Editora Apenas Livros, como B.I. da Criação do Mundo (2004) e B.I. de Nossa Senhora (2011), entre outros. É autora dos livros A Súplica de D. Pedro (Chiado Editora, 2014) e Inês, a Fada-Boneca (Chiado Editora, 2015), com o pseudónimo Dulcineia. Atualmente é docente nos ensinos básico e secundário.

Detalhes:

Ano: 2016
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 126
Formato: 21x15
ISBN: 978-989-689-613-3
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
16/12/2017
CONTOS PRÓDIGOS (e outros) VADIOS, da autoria de Conceição Oliveira
LANÇAMENTO: dia 16 (sábado) de dezembro de 2017, pelas 16h00, na Biblioteca Municipal de Aveiro

16/12/2017
EM NOME DO FILHO, da autoria de Manuel da Luz
LANÇAMENTO: Dia 16 de Dezembro de 2017 (sábado), às 15h15, no Museu de Portimão. Apresentação: Dr.ª Dália Paulo

16/12/2017
ANARQUISMO MODERNO, MAS NÃO PÓS-MODERNO, Org: António Cândido Franco, Carlos Abreu, João Freire, Manuela Parreira da Silva, Maria Alexandre Lousada
LANÇAMENTO: Dia 16 de Dezembro de 2017 (sáb.), às 15h00, no Museu do Aljube, em Lisboa. Apresentação: José Bragança de Miranda

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99