A Aprendizagem da Escrita no Ensino Básico




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

Este livro “pode ser encarado como uma ferramenta de trabalho para os professores de Português, já que nele é possível encontrar pistas interessantes para a abordagem da escrita na escola. As categorias de análise (…) não só evidenciam a extensão e a complexidade da escrita como providenciam um elenco de aspetos, muitos deles normalmente ignorados, que deveriam necessariamente ser trabalhados na aula quando se assume como objetivo a promoção de competências de expressão escrita. Esta obra pode ainda constituir uma ajuda aos professores no momento em que são chamados a tomar decisões relativas à adoção de um manual já que, a partir das categorias de análise propostas, é possível definir critérios relevantes a ter em conta nesse contexto. Também os editores, os autores de manuais e os avaliadores dos mesmos poderão ser vistos como destinatários deste texto, devendo as conclusões aqui apresentadas ser objeto de uma profunda reflexão da sua parte”. [(do Prefácio) José António Brandão Carvalho].

Índice:

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO 1 – ABORDAGENS À ESCRITA
1.1. A escrita como produto
1.2. A escrita como processo
1.2.1. Modelos lineares de escrita
1.2.2. Modelos não lineares de escrita
1.3. A escrita como atividade sociocultural e comunicativa
1.4. A regulação do processo de escrita
Síntese

CAPÍTULO 2 – A PRODUÇÃO DE TEXTO: DO PROGRAMA
AO MANUAL ESCOLAR
2.1. O ensino da escrita nos Programas de Português
do Ensino Básico
2.2. O manual escolar como ‘intérprete’ dos programas escolares
Síntese

CAPÍTULO 3 – PERCURSO METODOLÓGICO DO ESTUDO
3.1. Objetivos e opções metodológicas
3.2. O corpus documental
3.3. A análise categorial
3.3.1. Ação sobre o contexto de produção de escrita
3.3.1.1. Tema
3.3.1.2. Intenção discursiva
3.3.1.3. Destinatários
3.3.1.4. Suportes de escrita
3.3.1.5. Meios de difusão do texto
3.3.1.6. Modalidade de trabalho
8 A Aprendizagem da Escrita no Ensino Básico
3.3.2. Ação sobre o processo de escrita
3.3.2.1. Planificação
3.3.2.1.1. Ativação de conteúdo temático
3.3.2.1.2. Explicitação da informação
3.3.2.2. Textualização
3.3.2.2.1. Construção do texto .............................. 96
3.3.2.3. Revisão
3.3.2.3.1. Revisão/avaliação do texto
Síntese

CAPÍTULO 4 – PROPOSTAS DE PRODUÇÃO ESCRITA
NOS MANUAIS ESCOLARES
4.1. Ação sobre o contexto de produção de escrita
4.1.1. Tema
4.1.2. Intenção discursiva
4.1.3. Destinatários
4.1.4. Suportes de escrita
4.1.5. Meios de difusão do texto
4.1.6. Modalidade de trabalho
4.2. Ação sobre o processo de escrita
4.2.1. Planificação
4.2.2. Textualização
4.2.3. Revisão
Síntese

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ÍNDICE DE FIGURAS

ÍNDICE DE GRÁFICOS

ÍNDICE DE QUADROS



AUTORAS

Maria do Carmo de la Cerda Gomes é licenciada em História e Ciências Sociais (Ensino de) e mestre em Supervisão Pedagógica, na especialidade de Metodologia do Ensino do Português. Exerce funções docentes na Escola Básica Integrada Canto da Maia. Exerceu cargos de gestão e administração escolar (presidente do Conselho Executivo, Administrativo e do Conselho Pedagógico) e de gestão intermédia (coordenadora de Departamento Curricular e coordenadora de Biblioteca Escolar). Orientou estágio pedagógico na área curricular de Português (2.º Ciclo), em parceria com a Universidade dos Açores. É formadora na área curricular do Português. Foi coautora de manual escolar de Língua Portuguesa, 2.º Ciclo, “Em Directo 5” e “Em Directo 6”, Areal Editores, de 2003 a 2012.

Susana Mira Leal é doutorada em Educação, na especialidade de Metodologia do Ensino do Português, e docente na Universidade dos Açores. É membro do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais – CICS.UAc/CICS.NOVA.UAc, da International Association for the Improvement of Mother Tongue Education (IAMTE) e da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação (SPCE). Tem desenvolvido investigação e orientado trabalhos académicos na área da formação de professores e do ensino-aprendizagem do Português (LM). Entre os vários trabalhos publicados na área, destacam-se as obras O Português no Ensino Secundário (2012) e Estratégias para suscitar o interesse pela leitura na infância (2016).

Margarida Silva Damião Serpa é doutorada em Educação, na especialidade de Desen¬volvimento Curricular/Avaliação Educacional, e docente na Universidade dos Açores. É membro do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais – CICS.UAc/CICS.NOVA.UAc e da AFIRSE PORTUGAL, Associação de Estudos e Investigação em Educação. Tem investigado sobretudo questões da avaliação educacional, do desenvolvimento do currículo e da formação de professores. Tem várias publicações, sendo de realçar Compreender a avaliação. Fundamentos para práticas educativas (2010).

Detalhes:

Ano: 2017
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 154
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-632-4
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
05/06/2017
CONCELHO DE TONDELA – HERÁLDICA, HISTÓRIA E PATRIMÓNIO, de Luís Ferros, Manuel Ferros e Rui do Amaral Leitão
BREVEMENTE DISPONÍVEL

31/05/2017
ECLÉTICA II - em formação (Regulamento)
INFORMAÇÃO DETALHADA: clique em "links" *ECLÉTICA II, nesta página

25/05/2017
FOLHAS SOLTAS DE UMA VIDA, da autoria de Laura Lopes
LANÇAMENTO: dia 25 de maio (5.ª feira) de 2016, às 18h00, na Associação 25 de Abril, em Lisboa. Apresentação: Rui Namorado Rosa

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99