Teixeira de Pascoaes – Volume III

Pensamento e Missão




Recomendar livro a um amigo
Colaboração com a entidade: Câmara Municipal de Amarante, CLEPUL - FLUL

Sinopse:

A Câmara Municipal de Amarante em parceria com o Instituto de Ciências da Cultura Pe. Manuel Antunes, o CLEPUL – Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, a Biblioteca Nacional, apostaram na organização de um evento dedicado a Teixeira de Pascoaes intitulado Triénio Pascoalino 2014 | 2015 | 2017. Tal evento compreende três momentos, consubstanciados em três Congressos Internacionais temáticos. Este terceiro e último volume torna-se, assim, não apenas o resultado ensaístico desses mesmos anos de encontro académico-científico, mas, sobretudo, a justa e exigida celebração do pensamento de Teixeira de Pascoaes. ¶¶ O distinto alcance dos ensaios sobre Teixeira de Pascoaes que coroaram os I e II volumes temáticos desta série, dedicados, respectivamente, ao género literário das biografias e à celebração do centenário de Arte de Ser Português e do Movimento da Renascença Portuguesa, torna a edição deste III volume um coerente desfecho e um premente desafio lançado à comunidade académico-científica acerca dos tópicos fundamentais da obra do Autor amarantino e do pensamento epocal e contemporâneo. É assim que neste III volume se aposta no encontro entre duas forças renovadoras: a de novas vozes críticas e as que há muito acompanham o percurso reflexivo e existencial deste singular e universal Autor. Partem ambas, pois, da fecundidade prodigiosa de um pensamento heterodoxo e antitético, como é o de Teixeira de Pascoaes. *************************************************************** Autor de alta magnitude, Teixeira de Pascoaes legou-nos uma obra filosófica e literária que rompe com os limites geográficos, dilatando a sua visão e a força do seu espírito pela Eternidade, como firma o Autor: “Afinal o que é a Poesia? O desejo que certos homens têm de não morrer. Poesia, Arte, Filosofia, Ciência – mãos de náufragos agarradas a uma tábua.” Pensar a importância do seu idiossincrático contributo é o desafio a que tentam responder as vozes singulares que compõem este volume. É também este o desafio lançado a cada um, na qualidade de leitor de uma das obras fundamentais da literatura e da filosofia dos séculos XIX-XX.

Índice:

Palavras Iniciais
José Luís Gaspar Jorge, Sofia A. Carvalho, Annabela Rita e José Eduardo Franco

Abertura
Saudade – Melancolia Infeliz
Eduardo Lourenço


PARTE I
Pascoaes: do Solar de Gatão ao Universo

Cartografar a Saudade: a paisagem interior em Teixeira de Pascoaes
Ana Paula Pinto

Saudade do Futuro e Retorno à Infância ou de como Marânus intenta O Regresso Ao Paraíso
Artur Manso

O Saudosismo ou a “nova religião da Saudade” da alma lusa
António Manuel de Andrade Moniz

Jus Spiritum Atlanticum: da Saudade como Sentimento Radical em Teixeira de Pascoaes a uma Askesis Espiritual por via da Grande Serpente Cósmica ou do Arquipassível em Philéas Lebesgue
Joaquim Pinto

Cinco Teses Pascoalinas para o Início do Milénio
Luísa Borges

O sentido da universalidade humana no autor de Arte de Ser Português
Manuel Ferreira Patrício

“Galiza, terra irmã de Portugal”: presença de Teixeira de Pascoaes na revista Ronsel
Isabel Móran Cabanas

Do falso universalismo: entre José Marinho e Teixeira de Pascoaes
Renato Epifânio

Teixeira de Pascoaes crítico do Estado Novo
Daniel Pires


PARTE II
Pascoaes: rosto e perfil

Pascoaes: Personalidade Marcante
Guilherme D’Oliveira Martins

Do olhar em Teixeira de Pascoaes
Elísio Gala

Uma virtude que precede o mundo: Observações éticas sobre A Caridade, de Teixeira de Pascoaes
Jorge Cunha

A criação e a redenção do mundo na metafísica panteísta
de Teixeira de Pascoaes
Samuel Dimas

Pascoaes, é possível habitar o mistério?
João Pedro Cambado

Sobre o Teatro de Teixeira de Pascoaes
António Braz Teixeira

Pascoaes revisitado: do Marános a’O Empecido
Pedro Martins

As montanhas, as árvores e os rios / Tinham para os Demónios outro nome, / O nome verdadeiro: Pascoaes e o ofício da Poesia em O Empecido
Sofia A. Carvalho

“Vejo que a Dor é o laço que me prende”: Existencialismo e Saudade em Teixeira de Pascoaes
Sofia Santos

A Génese de Duplo Passeio
Patrícia Franco


PARTE III
Pascoaes em Diálogo

Regresso ao Paraíso de Teixeira de Pascoaes e Paraíso Perdido de John Milton: uma aproximação
Mário Garcia

O Perfil de Teixeira de Pascoaes sob o Olhar Ficcional de Agustina Bessa-Luís
José Cândido de Oliveira Martins

O Bailado de Teixeira de Pascoaes
Mário Vítor Bastos

Teixeira de Pascoaes Hermeneuta de Guerra Junqueiro
Maria de Lourdes Sirgado Ganho

Cada filósofo tem o seu Poeta: Pascoaes por António Telmo ~
Risoleta Pinto Pedro

A noite como mestre e como verbo em Teixeira de Pascoaes:
uma visita cultural, histórica e inevitavelmente literária
Rosa Fina

Entre as biografias e o desassossego: considerações sobre o génio e a identidade em Teixeira de Pascoaes e Fernando Pessoa
Rui Sousa

Uma lembrança acordada nos poetas: a filosofia poética
de Teixeira de Pascoaes e António Ramos Rosa
Helena Costa Carvalho
Na superfície silente do grito – a ferida do gesto iniciático (em Teixeira de Pascoaes e Gonçalo M. Tavares)
Susana Vieira

Suplemento Artístico

Detalhes:

Ano: 2017
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 346
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-653-9
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
28/11/2017
E ANICETO VEM À LUZ, da autoria de Joseia Matos Mira
LANÇAMENTO: Dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), às 18h00, na Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa. Apresentação: Fernando Couto e Santos

28/11/2017
CONVERSAS SOBRE HISTÓRIA DA MÚSICA, da autoria de Jorge Costa Pinto
LANÇAMENTO: dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), entre as 11h30 e as 12h30, na Salão Nobre Academia Sénior, na Parede

27/11/2017
ROMEU CORREIA, com coordenação de Edite Simões Condeixa
LANÇAMENTO: Dia 27 de Novembro de 2017 (2.ª feira), às 18h00, no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada. Apresentação: Vitor Fernandes – poeta e romancista

25/11/2017
ANTÓNIO MARIA LISBOA – Eterno Amoroso, da autoria de Joana Lima
LANÇAMENTO: dia 25 de Novembro de 2017 (sábado), às 17h00, na Livraria Letra Livre, Galeria Zé dos Bois, em Lisboa

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99