A Música no Convento de Cristo em Tomar

Desde finais do século XV até finais do século XVIII




Recomendar livro a um amigo
Colecção: Estudos Musicológicos

Sinopse:

Esta obra vem revelar o passado musical do Convento de Tomar, casa principal daquela que foi considerada a mais poderosa e emblemática ordem religiosa portuguesa: a Ordem de Cristo. Retomando a única e sumária investigação realizada há cem anos por Sousa Viterbo sobre os músicos deste convento, concluiu-se que este foi um dos mais importantes centros de actividade musical em Portugal, equiparável a Coimbra, com uma Capela reconhecida pela excelência do seu nível musical em finais do século XVI, e uma prática instrumental e vocal majestosa durante o século XVII, de produção musical própria assinada por Frei Fernando de Almeida (1604-1660), o mais destacado compositor da Ordem e exemplo marcante da música maneirista portuguesa. Neste livro se oferece a mais completa biografia deste compositor, que infelizmente teve um fim trágico e injusto às mãos da Inquisição. A prática litúrgico-musical na Ordem do Templo foi assunto inesperado e original de estudo que se tornou um ponto de partida para a compreensão do cerimonial e prática litúrgico-musical da Ordem de Cristo, considerada a sua sucessora em Portugal. Finalmente, a descoberta de um espólio musical tomarense, inteiramente inédito com ligação à igreja de S. João Baptista, em Tomar, poderá constituir a primeira peça do puzzle, ainda por reconstituir, do repertório musical das igrejas da Ordem de Cristo. [Cristina Cota]

Índice:

AGRADECIMENTOS
PREFÁCIO
SIGLAS
ABREVIATURAS
NORMAS DE TRANSCRIÇÃO

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO 1. A FUNDAÇÃO DA ORDEM DE CRISTO
CAPÍTULO 2. A MÚSICA NA NORMATIVA DA ORDEM DO TEMPLO E DA ORDEM DE CRISTO
2.1. A Música na Regra da Ordem do Templo
2.1.1. No Oriente: Jerusalém
2.1.2. No Ocidente: Portugal
2.2. A Música na Regra, Constituições e Estatutos da Ordem de Cristo
2.3. A herança normativa e espiritual da Ordem do Templo na Ordem de Cristo

CAPÍTULO 3. PERSPECTIVA HISTÓRICO¬ MUSICAL DO CONVENTO DE CRISTO
3.1. Origem e evolução da prática e vivência musical no Convento de Cristo
3.2. O ensino e estudo da Música no Convento de Cristo

CAPÍTULO 4. O CERIMONIAL LITÚRGICO¬ MUSICAL DA ORDEM DE CRISTO EM FINAIS DO SÉCULO XVII E NO SÉCULO XVIII
4.1. O quotidiano litúrgico¬ musical no Convento de Cristo
4.2. O ano litúrgico no Convento de Cristo
4.2.1. A comemoração das festas solenes
4.2.2. As procissões do dia de Endoenças, do dia das Rogações e de Corpus Christi
4.3. O órgão na liturgia do Convento de Cristo em finais do século XVII e no século XVIII
4.3.1. Os órgãos e organeiros do Convento de Cristo
4.3.2. O tubo de órgão do Convento de Cristo
4.3.3. O órgão na liturgia do Convento de Cristo

CAPÍTULO 5. MÚSICOS E COMPOSITORES DO CONVENTO DE CRISTO
5.1. Compositores
5.2. Mestres de Capela, Cantores¬ mor e Subcantores-mor
5.3. Cantores, coristas
5.4. Tangedores de órgão – organistas/organeiros
5.5. Tangedores

CAPÍTULO 6. FREI FERNANDO DE ALMEIDA E A INQUISIÇÃO

CAPÍTULO 7. UM ESPÓLIO MUSICAL DA ORDEM DE CRISTO
7.1. O espólio musical do Seminário da Boa Nova
7.2. Da igreja de S. João Baptista em Tomar até à Academia Filarmónica Tomarense

CONSIDERAÇÕES FINAIS
ANEXOS
DOCUMENTOS
QUADROS
LISTA DE ILUSTRAÇÕES

FONTES E BIBLIOGRAFIA



AUTORA:

Cristina Maria de Carvalho Cota nasceu em Lisboa, Portugal. Foi aluna da Fundação Musical dos Amigos das Crianças e completou o curso de violino pela Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa. É Mestre em Ciências Musicais Históricas pela FCSH-UNL (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa). Foi bolseira de investigação no CESEM (Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical da Universidade Nova de Lisboa), entre 2007 e 2010. Actualmente desenvolve o seu projecto de doutoramento sobre a Música e Missionação na Ordem de Cristo no Brasil Colonial face aos contributos da Ordem Franciscana e Companhia de Jesus, igualmente pela FCSH-UNL, sob orientação do professor doutor Manuel Pedro Ferreira, com atribuição de bolsa pela Fundação para a Ciência e Tecnologia. É colaboradora interna do CESEM/ FCSH-UNL, faz parte do grupo de Estudos de Música Antiga deste centro de investigação e é elemento do CARAVELAS – Núcleo de Estudos da História da Música Luso-Brasileira. Desde 2015 que é coordenadora geral do projecto e base de dados em linha “Music OFM Portugal”.

Detalhes:

Ano: 2017
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 520
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-686-7
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
16/12/2017
CONTOS PRÓDIGOS (e outros) VADIOS, da autoria de Conceição Oliveira
LANÇAMENTO: dia 16 (sábado) de dezembro de 2017, pelas 16h00, na Biblioteca Municipal de Aveiro

16/12/2017
EM NOME DO FILHO, da autoria de Manuel da Luz
LANÇAMENTO: Dia 16 de Dezembro de 2017 (sábado), às 15h15, no Museu de Portimão. Apresentação: Dr.ª Dália Paulo

16/12/2017
ANARQUISMO MODERNO, MAS NÃO PÓS-MODERNO, Org: António Cândido Franco, Carlos Abreu, João Freire, Manuela Parreira da Silva, Maria Alexandre Lousada
LANÇAMENTO: Dia 16 de Dezembro de 2017 (sáb.), às 15h00, no Museu do Aljube, em Lisboa. Apresentação: José Bragança de Miranda

16/12/2017
TEIXEIRA DE PASCOAES – Pensamento e Missão, com coordenação geral de Sofia A. Carvalho e coordenação científica de Annabela Rita, José Eduardo Franco
LANÇAMENTO: 16 de dezembro (sáb.), às 18h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, em Amarante. Apresentação: Prof. Doutor António Feijó (Vice-Reitor da Universidade de Lisboa)

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99