Diogo Tavares e Ataíde

Arquiteto Algarvio (1711-1765)




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Daniel Santana

Sinopse:

Diogo Tavares e Ataíde, nascido em Faro em 1711 e falecido em Lagoa em 1765, foi uma das personalidades artísticas mais marcantes do Barroco algarvio. Este operoso e muito habilitado mestre de pedraria assumiu com frequência requisitos de arquitecto, revelando qualidades de tracista que sobrelevam a sua vocação específica de «entalhador de pedra», designação com que é referenciado em alguns documentos. Se foi também responsável por decorações de obras de massa, o que o torna, em certa medida, um escultor, foi também, e sobretudo, responsável pela concepção de igrejas, capelas, solares e retábulos devocionais, produzindo uma obra vastíssima e que enriquece sobremaneira o património artístico da sua província. ¶¶ Sabia-se que tivera entre os seus clientes as melhores e mais abonadas confrarias, irmandades, ordens terceiras e conventos do Algarve, e que trabalhara na esfera de ilustres locais, caso do Desembargador Veríssimo de Mendonça Manuel (que lhe encomenda o complexo construtivo da Horta dos Cães, em Faro, com a torre octógona designada “celeiro de São Francisco”), entre muitos outros. Faltava, porém, um estudo de conjunto, clarificador das várias etapas da sua evolução. [VÍTOR SERRÃO (Prefácio)] ********************************************************* O texto do presente livro respeita, no essencial, a redação da dissertação de mestrado em Arte, Património e Restauro defendida em 2006, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, tese essa realizada sob a orientação do Professor Doutor Vítor Serrão. A escolha do tema – a atividade do mestre canteiro Diogo Tavares e Ataíde – assumiu-se como uma insistência no aprofundamento de uma via de investigação iniciada no contexto das nossas funções profissionais na Câmara Municipal de Tavira. Após as primeiras incursões pelos fundos arquivísticos relacionados com Tavira depositados no Arquivo Distrital de Faro, face ao volume de informações inéditas logo reunidas, rapidamente confirmámos a importância que uma figura, Diogo Tavares e Ataíde, assumiu na origem de obras representativas da arquitetura setecentista daquela cidade. Impunha-se a realização de um estudo biográfico-histórico do mestre canteiro, que tudo indicava ser o maior arquiteto que o Algarve produziu durante o século XVIII.

Índice:

Diogo Tavares e Ataíde, uma personalidade a descobrir
Prefácio
Agradecimentos
Introdução

I. O Algarve de Diogo Tavares e Ataíde
1.1. A envolvência socioeconómica
1.2. A Igreja no Algarve durante o Antigo Regime
1.3. Os antecedentes: do “Estilo Chão” ao Barroco
1.4. Os caminhos da arquitetura barroca algarvia

II. Diogo Tavares e Ataíde – o homem
2.1. Dados genealógicos e familiares
2.2. Condições de vida e personalidade
2.3. Itinerário artístico
2.4. Trajetória artística: sistematização
2.5. Formação

III. Estudos monográficos
3.1. A obra de acrescentamento da igreja de Nossa Senhora do Carmo de Faro (1742)
3.2. A obra do novo acrescentamento da igreja da Ordem de São Francisco de Faro (1744)
3.3. Convento de Nossa Senhora da Graça de Tavira (1748)
3.4. Igreja do Hospital do Espírito Santo de Tavira (1752)
3.5. Igreja de São Pedro Gonçalves Telmo de Tavira (1756)
3.6. Igreja da Praia de Montegordo (1759)
3.7. Outras intervenções em edifícios religiosos
3.7.1. O arco da capela da Ordem Terceira de São Francisco de Tavira (1735)
3.7.2. Janelas da igreja da Misericórdia de Tavira (1754)
3.7.3. Arcos da capela da Ordem Terceira de São Francisco de Tavira (1760)
3.8. Obras atribuídas
3.8.1. Capela do Senhor do Bonfim de Faro (1740)
3.8.2. Igreja de São Sebastião de Tavira (1745)
3.8.3. Igreja do Mosteiro de Nossa Senhora da Piedade (ou das Bernardas) de Tavira (c. 1745-1751)
3.8.4. Ermida de Santo António do Alto de Faro (c. 1750-1754)
3.8.5. Ermida de São Roque de Tavira
3.8.6. Outras obras atribuídas
3.9. Notas acerca da arquitetura civil da esfera de Diogo Tavares e Ataíde
3.9.1. Casa do Reverendo Manuel de Oliveira da Rocha
3.9.2 Torre da Horta dos Cães
3.9.3 Solar do Capitão-mor
3.9.4. Casa das Figuras
3.9.5 Palácio da Galeria
3.9.6 Casa das Hortas de Baixo
3.9.7 Casas em Tavira
3.9.8 Cais de Castro Marim

IV. Características genéricas da obra de Diogo Tavares e Ataíde

Conclusão

Fontes e Bibliografia

Apêndice documental

Índice dos Documentos

Imagens



AUTOR:

Daniel Henrique Alexandre Santana – Licenciado em História, Variante de História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1998), defendeu a dissertação de Mestrado em Arte, Património e Restauro, na mesma instituição (2006), subordinada ao tema Contributos para o Estudo da Arquitetura Religiosa no Algarve. A Atividade do «Entalhador de Pedra» Diogo Tavares e Ataíde (1711-1765). ¶¶ Técnico superior da Divisão de Cultura, Património e Museus da Câmara Municipal de Tavira, desenvolve trabalho na área da museologia e do património cultural, comissariou exposições do Museu Municipal e organiza atividades no âmbito do serviço educativo. É autor de estudos sobre a arte portuguesa, em especial sobre a região do Algarve.

Detalhes:

Ano: 2018
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 298
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-777-2
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99