Despertar o gosto pela Leitura e pela Escrita

Coesão e coerência na produção Textual




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

Professora aposentada, com cerca de quarenta anos de experiência lectiva, neste campo, gostaria de passar esta minha vivência, com a divulgação deste trabalho, pelo que passo a apresentar as razões que vêm justifica-la: ¶ Criar, nos meus alunos, o gosto pela leitura e, a pouco e pouco, criar neles o prazer da escrita, através de estratégias várias, levando-os a não poderem passar a semana sem recorrerem, com assiduidade, a estas actividades, ou melhor, a enfrentar estes grandes desafios que, por certo, irão contribuir para uma produção textual coesa e coerente. Se a Escola não abraçar, com paixão, este árduo trabalho, por certo, as novas tecnologias, sobretudo, as mais recentes, tomarão o seu lugar, mas quando unidas poderão dar um grande contributo à sociedade actual. Separadas, creio que não vão conseguir o trabalho que todos (pais, professores e alunos) ambicionamos. De facto temos de acompanhar os nossos alunos, não os deixar sozinhos entregues à sua sorte. Eles precisam de estímulos, pois, quando isso acontece, eles superam-se. Há que dar tempo ao tempo, deixá-los crescer, deixá-los procurar e finalmente encontrar o gosto pela leitura e pela escrita. É preciso entusiasma-los, envolve-los… e, eu senti, muitas vezes, essas experiências. Eu procurei marcá-los, tocá-los, prepará-los para a vida…

Índice:

Homenagem

Parecer

Agradecimentos

Nota Prévia

Introdução
1.Apresentação e importância do estudo
2.Objectivos


Capítulo I – Enquadramento teórico

1.Noção de Texto

2.Características / Factores da textualidade
2.1. Coerência
2.2. Coesão
2.2.1. Tempo
2.2.2. Conectores
2.3. Coesão e Coerência – Halliday/ Hassan, Charolles, Widdowson
2.4. Intencionalidade e Aceitabilidade
2.5. Situacionalidade
2.6. Informatividade
2.7. Intertextualidade

3.Texto Narrativo
3.1. Competência Narrativa / Competência Textual
3.2. Modelos de Análise Narrativa
3.2.1. Labov/Waletzky
3.2.2. Paul Larivaille
3.2.3. Weinrich
3.2.4. Modelo Proposto


Capítulo II – Da Teoria à Prática

1. Estratégias remediativas da produção escrita

2. Estudo Feito
2.1. Estudo comparativo: Escola E.B. 2/3 de Telheiras e Escola E.B. 2/3 da Amadora n.º 585 D

3.Tratamento e Análise de Dados
3.1. Organização Estrutural da Narrativa
3.2. Tempos Verbais /Marcadores Temporais e Conectores
3.3. Relação sujeito Enunciador / Nível Sócio Cultural da Família e Linguagens Várias


Capítulo III – Relação Sujeito Enunciador / Leitura e Escrita

1. Análise das Questões – O que significa Ler? / O que significa Escrever?
A Importância do video – Escola da Amadora n.º 585 D

2. Análise das Questões – O que significa ler?
O que significa escrever? – Escola E.B 2 /3 de Telheiras

3. Estudo Comparativo: Textos de Escritores Escolhidos e Textos de Alunos da Escola E.B 2/3 de Telheiras


Conclusão

ANEXOS
1. A Lenda do Sal
2. Recontos dos Alunos (um exemplar)
3. Inquérito (pequena amostragem)
4. Capas dos “Livrinhos” com alguns textos e fotos ilustrativas da vinda dos Escritores à Escola

Bibliografia

Posfácio




AUTORA:

Maria Bárbara Serrano André finalizou o Magistério Primário, em 1968, em Castelo Branco. Licenciou-se em Filologia Românica, em 1980, na Faculdade de Letras na Universidade de Lisboa. Fez Mestrado em Linguística Aplicada, em 1995, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Tirou Licença sabática em 2004/2005 para efeitos de trabalho de investigação. Foi Docente durante 39 anos e 4 meses; tendo leccionado no ensino primário (11 anos) e no ensino preparatório (28 anos e 4 meses).

Detalhes:

Ano: 2018
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 212
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-742-0
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
17/11/2018
O NAVEGANTE, da autoria de António Ubaldo
LANÇAMENTO: Dia 17 de Novembro de 2018 (sábado), às 15h00, na Junta de Freguesia de Charneca de Caparica e Sobreda

22/10/2018
RITMOS AFECTIVOS NAS ARTES PERFORMATIVAS, da autoria de Ana Pais
LANÇAMENTO: Dia 22 de Outubro de 2018 (2.ª feira), às 19h00, no Teatro Municipal São Luiz. Conversa com Paula Varanda, Pedro Gil, Rui Pina Coelho e a Autora

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99