Marcas da Vida




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Josefina Almeida

Sinopse:

Com a publicação da tua obra, reencontro-te, finalmente, respeitosa e agradecida, na coragem com que agarras o poder da escrita e da pintura, que alguns continuam a considerar privilégio de poucos, para falar da tua experiência e realidade social, para as registar e delas guardar memória, tornando-as património imaterial e coletivo. ¶ As palavras persiste o vento em levá-las e, de acordo com Maria Irene Sousa Santos, “escrever a vida da gente é um primeiro passo para a compreensão do mundo irrecusável em que vivemos e para a compreensão necessária à vontade de mudar a vida” (A Escrita na Vida da Gente,1980). Deste modo, generosamente contribuindo para os objetivos da História e da Sociologia, e para a visibilidade dos grupos sociais menos favorecidos em matéria de reconhecimento social e interesse científico. ¶ No exercício do direito à autoexpressão, se um poema condensa a história de cada um e de todos, os teus condensam, muito especialmente, a história, mais ou menos critica e inconformista, de muitas mulheres da nossa geração e origem sociogeográfica. ¶¶ [LISETE DE MATOS]

Índice:

Uma inspiração
Introduçâo
A meu lado
A meu pai
Abertos em ternura
Agonia
Agradecimento
Alma dorida
Alma gemea
Alma lavada
Alma perdida
Alma solta a divagar
Amores perdidos
Ao luar sorria
Aos meus filhos
Aos meus netos
Apagados de ternura
Aquilo que somos
Até em sonhos
Ausência
Bem-querer
Bons dias!
Campo verde
Camponesa
Cantantes
Cativa
Céu aberto
Começo
Como são belas
Contar as estrelas
Coração ausente
Corri
Dáme esse sentir
De longe
De pedra em pedrinha
Dentro de mim
Dentro de ti
Dentro de um sonho
Descontente
Desejo
Desenganos
Dia não
É assim
É ouro e sol
Em vão
Emoção
Envolvimento
Espaço perfeito
Eterna calma
Esquecimento
Estamos a teu lado
Estou com deus
Eternidade
Eu queria
Eu quero
É sina
Fantasia
Foi doce
Foi uma ordem
Forças
Fuga da verdade
Fui princesa
Gois
Hino sagrado
Horizontes
Ideal
Imaginação
Incerteza
Irmã
Já não tem jeito
Jà sol posto
Lado a lado
Lá para longe
Lentidão
Liberdade solar
Mãe natureza
Mãe
Magia
Mágoa
Mãos livres
Marionete
Marcas
Maternal
Meu canto
Meu desalento
Minh’alma
Mulher livre flor
Mulher vais ser mãe
Mulher
Na minha terra
Não sabe sonhar
Nascer menina
No fim de outro milénio
No inconsciente
Nostalgia
Ofertas de ternura
Olhar recordações
Olho
Oração
Paraíso de liberdade
Passados os anos
Perdida
Pisco cativante
Poema para minha irmã
Poema para minha mãe
Poema
Presa por vontade
Prisioneira
Quebro farpas e lança
Quem sou?
Queridos avós
Raios de luz
Rebentos de fragilidade
Recordando
Renasci
Resta o infinito
Ressurreição
Rio turvo
Rios de ventura
Rir
Rosa
Rostos sorrindo
Rotina
Sabe deus até quando
São dias
Semeei
São como gaivotas
São lindos
São poucos dias
São recordações
Saudade 1
Saudade 2
Se…
Segundo nascimento
Sem sentido
Sem tempo de amar
Sem tempo para amar
Sem ter um bem
Sempre ama portugal
Sempre esta saudade
Senhor
Sentimento
Sentindo o silêncio
Será sonho
Serrana
Silêncio
Sonhos
Solidariedade
Só porque amei: dei tudo.
Sombras
Sonhei
Sonho de liberdade
Sonho vago
Sonho
Sou o linho
Tão ligeira
Tarde a findar
Tempo distante
Ternuras de mente sã
Triste mundo
Troca consentida
Tudo são mágoas
Um amigo
Uma mulher que sorria
Unidade
Vale a pena viver
Vazia
Vêm construir o ninho
Ver de dentro
Virá perto ou distante?
Virgem e mãe
Voltarei a nascer




AUTORA:

JOSEFINA ALMEIDA Naturalidade: Açor, Colmeal, Gois Data de nascimento: 37/12/28 Habilitações académicas e outras – 3º Ciclo do Ensino Básico; – Frequentou cursos de iniciação à pintura, a óleo, acrílico e desenho; – Frequentou, na universidade da Terceira Idade de Lisboa, cursos de Língua Portuguesa, Psicologia, História, Sociologia e História da Arte Antiga; – Título de Capacidade Profissional da Direccão-Geral de Viação.
Actividade profissional e outras: – Foi Sócia Gerente de Empresas de Transportes de Aluguer de que era co-proprietária; – Escreve poesia e pinta a óleo e acrílico; – Integra o “Dicionário de Autores da Beira Serra”, de João Alves das Neves, Lisboa, DinaLivro, 2008, p. 31; - Integra as “Imagens de Gois” da autoria de João Nogueira Ramos, goismnemosine.weebly.com
Fez múltiplas exposições de pintura, individuais e colectivas, entre outras em Arganil, Gois, Lousã, Tabua, Vila Nova do Ceira, Lisboa e Oroso, Espanha.

Detalhes:

Ano: 2018
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 232
Formato: 21x15
ISBN: 978-989-689-795-6
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
15/12/2019
ALCUNHAS DE MARVÃO, de Teresa Simão
LANÇAMENTO: dia 15 de Dezembro (dom.) às 15h00, em Santo António das Areias – Marvão. Apresentação: Prof. Doutor Jorge Oliveira

10/12/2019
UM RANGER NA GUERRA COLONIAL – Guiné-Bissau (1973-74), da autoria de José Saúde
LANÇAMENTO: dia 10 de Dezembro (3.ª feira), às 21h30, em Beja

07/12/2019
LINHAS DE ÁGUA, da autoria de Maria do Céu Pires
LANÇAMENTO: dia 7 de Dezembro (sáb.) às 16h00, em Estremoz. Apresentação: Carlos Nuno (ESCS / Instituto Politécnico de Lisboa)

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99