Solidão d’Amor e Ópio

De Lisboa a Saigão




Recomendar livro a um amigo
Temas: Romance, Literatura

Sinopse:

Viagem e literatura andam de mãos dadas desde a origem dos tempos. O desejo de contar histórias do que se viu, daquilo que se testemunhou ou experimentou no mundo desconhecido, o desejo de deixar os outros suspensos de uma narrativa, sempre animou o caçador ou o nómada que ao cair da noite regressa à tribo e ao círculo mágico, íntimo, de uma fogueira. Ao longo do tempo, a extensão ou o meio de deslocação variaram, mas a história do viajante nem por isso deixou de ter a pulsar dentro de si o coração da reportagem. Viajantes foram Ulisses ou Marco Polo, Fernão Mendes Pinto ou Robinson Crusoe cujos relatos vindos da lonjura do tempo chegaram até nós. ¶ […] ¶ A viagem de Lisboa a Saigão é a cartografia íntima da solidão. Da solidão como condição da viagem, mas também condição da escrita. Da viagem interior que é toda a escrita. Da solidão da autora em trânsito pelo mundo, enfrentando o desconhecido na companhia apenas das suas personagens (…). ¶¶ [ISABEL CRISTINA MATEUS] ******************************************************** Impregnado de intenso aroma a gengibre, Solidão d’Amor e Ópio cruza Lisboa e Saigão, luz e sombra, medo e esperança, luxúria e honra. ¶ O último romance de Carmo Miranda Machado narra a vida de uma personagem que sonha com uma normalidade impossível. Desprovido de infância, Xavier transporta consigo vários fantasmas (uma mãe invisível e uma amante oriental, entre outros) que o perseguem até ao Oriente onde acaba dividido entre o êxtase do amor exótico e a decrepitude do ópio.

Índice:

AUTORA:

Carmo Miranda Machado nasceu no Alentejo profundo – na pequena aldeia de Vale de Vargo na margem esquerda do Guadiana – e vive em Lisboa onde é professora de Português e formadora da área comportamental. Mestre em Ciências da Educação pela Universidade Católica Portuguesa, tem dedicado a sua vida ao ensino, à escrita e às viagens solitárias pelo mundo. Faz parte da bolsa de especialistas em Ensino da revista Visão, é cronista na revista Mais Alentejo desde 2010 (tendo ganho o Prémio Mais Literatura por ela atribuído) e colabora com o jornal Notícias do Parque desde 2011, batendo-se ativamente pela criação de um espírito de bairro no Parque das Nações onde foi responsável pela criação da primeira cabine de leitura “Ler no Parque”.

Detalhes:

Ano: 2019
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 138
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-833-5
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
19/03/2020
JARDINS IMAGINÁRIOS, da autoria de Francisco Martins da Silva
LANÇAMENTO: dia 19 de Março de 2020 (5.ª feira), às 18h30, na Galeria SPGL, em Lisboa

06/03/2020
ANTÓNIO, EM PORTALEGRE CIDADE – Romance, da autoria de Carlos Ceia
LANÇAMENTO: dia 6 de Março (6.ª feira) das 18h00-19h30, Campus de Campolide, em Lisboa. Apresentação: Profª Doutora Ana Maria Martinho

21/02/2020
ESTORIETAS VADIAS, da autoria de Eurico Figueiredo
LANÇAMENTO: dia 21 de Fevereiro (6.ª feira) às 18h30, na FNAC NorteShopping, Senhora da Hora (Porto). Apresentação: Luísa Feijó (tradutora) e Alexandre Alves da Costa (arquitecto)

15/02/2020
NICOLAU CHANTERENE – Um Insigne Escultor em Évora, 1532-1542, da autoria de Francisco Bilou
LANÇAMENTO: 15 de Fevereiro (sáb.), às 16H00, no Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, em Évora. Apresentação: Dr. Manuel Branco

08/02/2020
UM RANGER NA GUERRA COLONIAL – Guiné-Bissau (1973-74), da autoria de José Saúde
APRESENTAÇÃO: dia 08 de Fevereiro (sábado) às 15h00, na Casa do Alentejo, em Lisboa. Apresentação: Major-General Raul Cunha e Dr. Luís Graça

01/02/2020
O CAVADOR QUE LIA LIVROS NO TEMPO DE SALAZAR, da autoria de Francisco Cantanhede
APRESENTAÇÃO: dia 1 de Fevereiro (sábado) às 15h00, na Biblioteca Municipal de Faro. Apresentação: Fernando Évora

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99