«O Sesudo e o Sandeu»

– Estudo Sobre a Obra de Luís da Silveira, Poeta do “Cancioneiro Geral de Garcia de Resende”




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

Debruça-se o presente estudo sobre a obra de um poeta português representado no Cancioneiro geral de Garcia de Resende (1516): D. Luís da Silveira, senhor de Góis. Pretende-se analisar, na íntegra, o corpus poético atribuído a este autor, frisando, de uma parte, os aspectos temáticos, formais e estilísticos que o vinculam ao enquadramento epocal e estético em que foi produzido, e, de outra parte, aqueles que consideramos serem elementos de uma poética individual e invulgarmente coerente. ¶ Imprimiu-se ao trabalho um seccionamento analítico de ordem temática, abrangendo, em três etapas, todas as facetas da obra de Luís da Silveira: os textos individuais subordinados a temas religiosos, morais e filosóficos; os textos individuais de conteúdo amoroso; e as participações em poesias colectivas de circunstância, de inspiração satírica ou galante. ¶ Mediante uma reflexão contextualizada acerca da poesia completa deste autor, deseja-se oferecer um modesto mas incentivador contributo aos estudos ‘cancioneiris’ portugueses e ibéricos, agregando-o ao pequeno acervo bibliográfico já produzido a respeito do legado de alguns outros autores maiores do Cancioneiro geral, entre os quais se contam D. Francisco de Portugal, Garcia de Resende, Álvaro de Brito e Anrique da Mota. ¶¶¶¶ Luís da Silveira pertence a uma das gerações poéticas mais recentes contempladas pelo Cancioneiro geral de Garcia de Resende (Almeirim / Lisboa, 1516), e é autor de um conjunto de textos que, se não sobressai pela extensão nem pela celebridade que os séculos posteriores lhe tributaram, revela uma iniludível qualidade literária, que passa, entre outros factores que teremos ensejo de debater, pela notável virtude de assimilar, conjugar e glosar com refinada elegância alguns dos temas e motivos literários de maior fortuna no seu tempo, ou seja, nos primeiros três lustros do século XVI. Assim, ao valor intrínseco da sua obra soma-se ainda o mérito de se apresentar como uma generosa reflexão do contexto estético, mental e cultural em que foi produzida.

Índice:

AGRADECIMENTO

INTRODUÇÃO


CAPÍTULO I

Poesia religiosa, moral e filosófica

A glosa do Eclesiastes

Textos de conteúdo moral e filosófico


CAPÍTULO II

Poesia amorosa


CAPÍTULO III

Poesia de circunstância

Textos de conteúdo amoroso

Textos de conteúdo satírico


CONCLUSÕES


BIBLIOGRAFIA


APÊNDICES

Anotações à glosa do Eclesiastes

Poesias de e para Luís da Silveira no Cancioneiro geral



AUTOR:

A. FERREIRA DA SILVA (n. 1989) doutorou-se em Estudos Românicos pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, em 2017, com uma tese em torno da novela pastoril portuguesa. As linhas de investigação que tem vindo a privilegiar versam mormente sobre as literaturas ibéricas dos séculos XV a XVII, abrangendo géneros tão díspares como a poesia de cancioneiro, a novela pastoril e a poesia épica. Tem-se dedicado também à tradução. O presente estudo constitui o resultado do trabalho desenvolvido no decurso da sua colaboração no Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Detalhes:

Ano: 2919
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 120
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-829-8
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
29/06/2019
SÃO BARTOLOMEU DE MESSINES E O CONCELHO DE SILVES, da autoria de Aurélio Nuno Cabrita
LANÇAMENTO: 29 de junho (sáb.), às 16h00, no Auditório Francisco Vargas Mogo, CCAM, em São Bartolomeu de Messines. Apresentação: Prof.ª Doutora Maria João Raminhos Duarte

21/06/2019
ARTES PLÁSTICAS, da autoria de Paula Henriques
APRESENTAÇÃO: dia 21 de Junho (6.ª feira), às 18h00, na Casa do Alentejo em Lisboa. Apresentação: Margarida Tengarrinha

19/06/2019
O TRIUNFO DOS VALENTES – Luta e resistência numa vila mineira do séc. XX, da autoria de Mercedes Guerreiro
LANÇAMENTO: dia 19 de Junho (4.ª feira) às 18h30. Parque Mineiro de Aljustrel. Com apontamentos musicais.

18/06/2019
O MFA EM MOÇAMBIQUE – do 25 de Abril à Independência, da autoria de Aniceto Afonso
LANÇAMENTO: dia 18 de Junho (3.ª feira) às 18h00, na Associação 25 de Abril, em Lisboa. Apresentação: Coronel Jorge Golias e Coronel Carlos Matos Gomes

18/06/2019
LIVES IN CONTACT – A Tribute to Nine Fellow Creolinguists, Edit: Tjerk Hagemeijer, et all.
LANÇAMENTO: 18 de Junho, pelas 16h20, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (Anfiteatro III)

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99