Kosovo

A Incoerência de uma Independência Inédita




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Raul Cunha

Sinopse:

Este livro é uma referência incontornável para os estudantes de Relações Internacionais e da região balcânica. A sua publicação ocorre 20 anos após o dramático bombardeamento da Antiga Federação Jugoslava pela OTAN, ação militar decorrente e indissociável do conflito no Kosovo. Seria difícil encontrar pessoa mais qualificada e conhecedora da região para dissertar sobre o tema do que o Major General Raul Cunha. ¶ Estamos perante testemunhos, na sua grande maioria vividos na primeira pessoa, no contacto direto com os protagonistas do conflito. Não se trata da repetição de citações, como acontece frequentemente. Este trabalho resulta de um vasto e profundo conhecimento adquirido no terreno, entre 1991 e 2009, ao serviço da Comunidade Europeia, OTAN e ONU, tanto ao nível tático, como operacional e estratégico. Este livro condensa essas vivências. O autor encontra-se ainda unido à região por intensos laços familiares e o conhecimento da língua. [Carlos Manuel Martins Branco] ********************************************************* Após da leitura do livro “Kosovo – a Incoerência de uma Independência Inédita”, fica-se com uma idéia muito clara de como o sistema jurídico internacional gizou uma situação, no mínimo duvidosa, mais baseada em factores políticos e geo-estratégicos do que em princípios informadores de uma verdadeira auto-determinação. (…)¶ Acresce que o Kosovo é, à partida, um estado falhado que apenas consegue sobreviver graças a fortes subsídios e com práticas e comércios totalmente ilegais/criminosos. ¶ Perguntar-se-á: o chamado Ocidente foi enganado e, afinal, aquilo que certos países, enganosamente, apelidavam de “caso único” não repetível (porquê?) tornou-se numa situação incontrolável e que, numa análise final, irá prejudicar o próprio Ocidente? [António Tânger Corrêa]

Índice:

Agradecimentos

A opinião dos praticantes também conta Carlos Manuel Martins Branco

Que consequências para os Balcãs ? António Tânger Corrêa

1. Introdução

2. Kosovo – Campo de Pássaros Negros
2.1. Geografia e Factos Descritivos
2.2. A História
2.2.1. O Kosovo Antigo
2.2.2. O Kosovo Medieval
2.2.3. O Kosovo Otomano
2.2.4. O Kosovo no Século XX

3. O Kosovo no Século XXI

4. Soberania, Estados, Nacionalismo e Identidade
4.1. Soberania
4.2 Estados e Identidade
4.3. Nacionalismo e Etnicidade
4.4 Identidade Nacional e Vitimização
4.4.1. A Função da História e das Memórias Coletivas na Identidade Nacional
4.4.2. Recordar e Esquecer para Moldar a História e a Memória Coletiva
4.4.3. A Identidade de Vítima

Ilustrações

5. Outros Atores Influentes
5.1. Estados Unidos da América
5.2. República Federal da Alemanha
5.3. Comunicação Social
5.4. ‘Jihad’ Islâmica
5.5. Crime Organizado
5.6. Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia (TPIJ)
5.6.1. O Tribunal como colaborador judicial das relações públicas da OTAN
5.6.2. O Tribunal como um ‘Tribunal Desonesto’
5.6.3. O julgamento de Milosevic – um Juiz indigno.
5.6.4. Notas Conclusivas

6. Reconhecimento e Não-Reconhecimento da Independência – Critérios
6.1. Posições de Reconhecimento
6.1.1. A declaração dos EUA
6.1.2. A declaração da França
6.1.3. A declaração da Itália
6.1.4. A declaração de Portugal
6.2. Posições de Não-Reconhecimento
6.2.1. A Declaração da China
6.2.2. A Declaração da Grécia
6.2.3. A Declaração da Índia
6.2.4. A Declaração da Rússia

7. Outras Auto Proclamações de Independência
7.1. Transnístria
7.2. Ossétia do Sul
7.3. Nagorno-Karabakh
7.4. Catalunha
7.5. Crimeia
7.5.1. Resumo Histórico
7.5.2. A Ingerência do Ocidente
7.5.3. O Golpe de Estado em Kiev
7.5.4. A Questão Linguística
7.5.5. Legalidade do Retorno da Crimeia à Rússia
7.5.6. Notas Conclusivas

8. Conclusões
8.1. Questões pertinentes
8.2. Considerações Finais

Fontes
Bibliografia
Conceitos Relevantes
Siglas e Acrónimos


AUTOR

O Major-General RAUL CUNHA completou em 1977, na Academia Militar, a licenciatura em Ciências Militares e frequentou os Cursos de promoção normais de uma carreira militar e também o Curso de Estado-Maior. Foi auditor do Curso de Promoção a Oficial General em 2004/05. A sua educação militar incluiu ainda uma grande variedade de cursos de especialização. O Major-General Cunha incidiu a sua carreira nas Forças Especiais do Exército (Operações Especiais, Comandos e Paraquedistas) tendo comandado subunidades em todos os escalões hierárquicos. Foi também Professor do Instituto de Altos Estudos Militares. De 1991 a 1993 prestou serviço na “European Community Monitoring Mission in Yugoslavia”. De 1995 a 1999 serviu no estrangeiro na área das Forças Europeias, no EUROCORPO e depois na EUROFOR. Em 2000, esteve no QG da KFOR como Chefe da Divisão de Instrução (J-7). Em seguida comandou o Regimento de Infantaria 15, sendo depois colocado no “NATO Joint Analysis and Lessons Learned Center” em Monsanto – Lisboa, como Chefe de Estado-Maior. Já como Major-General foi, de 2005 até 2009, o Chefe da Componente Militar da UNMIK e Conselheiro Militar do SRSG da UN no Kosovo. Em seguida e em Portugal comandou a Brigada de Reação Rápida até Maio de 2011. Esteve depois na Inspeção-Geral do Exército, período em que frequentou o “High-level Course” do “European Security and Defence College” e em seguida exerceu funções como Juiz Militar no Tribunal da Relação do Porto. Em 28 de Abril de 2018 transitou para a situação de reforma. Em Março de 2019 obteve o Doutoramento (PhD) no ISCTE-IUL em História, Estudos de Segurança e Defesa.

Detalhes:

Ano: 2019
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 316
Formato: 23x16
ISBN: 9789896899042
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
23/11/2019
ROSÁLIA – A menina Exposta da Roda, da autoria de Florbela Teixeira
LANÇAMENTO: dia 23 de Novembro de 2019 (sábado), das 16h00 às 18h00, na Biblioteca Municipal de Palmela

20/11/2019
A ILHA É UMA LUPA, da autoria de Maria José Nazaré
LANÇAMENTO: dia 20 de Novembro (4.ª feira) às 18h30, no Espaço UCCLA, em Lisboa

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99