O Alentejo e a Luta Clandestina

António Gervásio, um Militante Comunista




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Luís Godinho

Sinopse:

Nenhum biógrafo parte para um trabalho deste género sem a esperança de contar com o envolvimento, ou a colaboração, do biografado, na expectativa de recolher as suas memórias, ou se quisermos, a sua interpretação sobre os factos objeto de análise. Como bem escreveu Marly Silva da Motta, professora catedrática especializada em História Oral, longe de ser um obstáculo ao conhecimento, a memória "revela-se um importante meio de acesso a determinadas informações, impossíveis de serem recolhidas em fontes mais rigorosas". Tentei por isso, desde o primeiro momento, estruturar esta biografia com base num conjunto de entrevistas/conversas com António Gervásio, na convicção de que ao contar o seu percurso de vida, e em particular as lutas sociais e políticas em que esteve envolvido, estaria também, em certa medida, a desvendar aspetos significativos do que foi a oposição comunista à ditadura de Salazar e a luta dos trabalhadores rurais por melhores condições de vida. (Luís Godinho) *********************************************************** Nascido em 1927, António Gervásio torna-se militante comunista aos 18 anos de idade e, em 1952, passa a funcionário do partido, o que o obriga a entrar na clandestinidade. Preso em 1960, é torturado e espancado em plena sala do tribunal por denunciar os métodos da PIDE. No final do ano seguinte consegue escapar da prisão de Caxias, juntamente com outros militantes comunistas, numa fuga ardilosa onde o grupo utiliza um carro blindado que tinha pertencido a Salazar. Regressa ao trabalho partidário e é um dos dirigentes da luta que envolve dezenas de milhares de trabalhadores agrícolas do Sul do País, mobilizados pelo fim do trabalho escravizante de sol a sol. Denunciado por um camarada, é novamente preso em 1971, sendo brutalmente espancado e submetido à tortura do sono durante 18 dias e 18 noites. Sai da prisão de Peniche com o triunfo da Revolução dos Cravos. É deputado constituinte, eleito pelo círculo de Portalegre, deputado à Assembleia da República, pelo círculo de Évora, e um dos ativistas do movimento da Reforma Agrária. Foi membro do Comité́ Central do Partido Comunista Português entre 1963 e 2004. Resultado de um conjunto de entrevistas com António Gervásio e de um intenso trabalho de pesquisa documental, esta biografia traça o perfil pessoal e político de um homem cuja vida se confunde com a história do PCP e com as lutas do operariado agrícola nos campos do Alentejo. (Luís Godinho)

Índice:

Prefácio

Introdução

Capítulo I – Já tinha esse desejo de luta

Capítulo II – A clandestinidade impunha sacrifícios rigorosos

Fotos

Capítulo III – «Se fosse a morte, era a morte»

Apenso – A fuga de Caxias no carro blindado de Salazar (Relato de um participante)

Capítulo IV – «Os trabalhadores venceram»

Capítulo V – «O país do fascismo não queria a reforma agrária»

Cronologia

Bibliografia



AUTOR:

LUÍS GODINHO nasceu em 1970, em Arraiolos. Jornalista desde 1988. É diretor do Diário do Alentejo. Trabalhou como correspondente no Alentejo para a SIC, Diário de Notícias, 24 horas e Público. Co-autor do livro António Arnaut – Biografia (2017). Realizador e argumentista de uma dezena de filmes documentários, entre os quais “O Salto” (premiado no Festival Internacional de Curtas-Metragens de Faro), “Aldeia Eterna” (inserido nas comemorações oficiais do centenário do nascimento de Vergílio Ferreira) e “Cartas” (produzido no âmbito dos 250 anos da publicação de Les Lettres Portugaises, cinco cartas de amor escritas por Soror Mariana Alcoforado). Membro da Assesta – Associação de Escritores do Alentejo.

Detalhes:

Ano: 2019
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 126
Formato: 16x23
ISBN: 9789896899127
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
31/12/2020
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

30/04/2020
Por contingências da COVID-19, os nossos serviços estão reduzidos ao mínimo. Voltaremos em breve. Volte connosco! Cuide-se!


04/04/2020
adiado! VIAGENS E COMENTÁRIOS DE UM TEMPO SEM TEMPO, da autoria de Otilina Silva
Adiado! LANÇAMENTO: dia 4 de Abril (sáb.), às 16h00, na Casa do Concelho de Alvaiázere, em Lisboa. Apresentação: Luísa Nogueira

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99