Os Apocalypses de Jomo Scura Lacrima




Recomendar livro a um amigo
Temas: Poesia

Sinopse:

Não escondo porque compilo estes escritos. Alguns anos com o mais dos olhos; outros tantos com o mais de cego. É esta uma graça que devesse ser calada? ¶ O que para mim fica dos apocalypses, mais do que qualquer revelação aterrorizante, é o que podem trazer de lições extraordinárias. ¶ No acto libertário da descoberta, desmascara- -se o difícil desconhecido. E, como que cumprindo uma epifania, vim ver a noite, vim ver outra luz.

Índice:

Apocalypses
tons da terra, espelho dos céus?
bicho-da-seda
florais
soalheiro
jardins
sabes?
das que sonho
às vezes
controverso
três pétalas para um irmão
e se dar fosse pecado?
janelão
díspar
“vice-vendo”
paisagens
as pupilas do adamastor
quinhões
soldado
outrora agora
vocês verão?
obstinação da luz
esfera infinito
conjecturas cegas
transilumina
simples
pianoforte
vislumbre
nunca em vão a noite vem
passarinheiro das luzes
alargos
bengala branca
pretinha
mundos
bengalês
oito e oitenta
cinéfilo
inclusive
especulações tiflológicas
qual primeiro?
“trocas-baldrocas”
luminária
constelação
mestiçagem
toda a noite tem
no tanto que tanto custa
os cometas são baldios
partículas dissemelhantes
Adenda doutras poéticas
Das Pedras Também Brota Água (Colibri, 1995)
cego
olhos férteis
pretérito imperfeito
astrolábios
rotas-no-olhar
odor
cosmovisão
ceguindo
negra
momentos
braille-amigo
apóstolo
segredos
mistério
cegarrega
cegada
políticas
alumiações
principial
aporia
imagens
fogo nos dedos
ternura
Ares de Lume (Colibri, 1997)
antevisão
analogias
vistezas
como os olhos da mão
a-ver-o-mar
belas vistas
dedilhos
púrpura
incúria
ciografia
cecografia
corrigenda
maléficas
trovadorescas
vergastadas
menino
vistalegre
luzerna
na alma do mundo
cegário
exorcismo
conversão
Na Memória Moram os Muitos Mais de Mim (Colibri, 1999)
imácula densa
tuas mãos mais humildes que teus olhos
ai de tanto muito
Curral das Bezerras (Colibri, 2001)
mapa-múndi
Os Abismos de Deus (Colibri, 2001)
fragmentos
Do Verbo e da Luz (Colibri, 2013)
revém maré
aldeia da luz
artes
do verbo e da luz
Catálogo dos Azulejos (Colibri, 2017)
louis braille
supernova ~
“desviu”
dó maior
beira-mar
nem sei
ver de luz
canto de cego
vem ver
olhares
biblos
em estado de paixão
boas-noites
outros meus olhos
deus deu
nómada
visões
professando
senhora da luz
magnânimo mínimo
cruzado
leva-me
avença
limbo
carente
oculto
tocatina
paz
negrejar
nem sei
alucinação
revisão
meia-noite
crazy-horse
sol nascente
melhor será?
invisual
Posfácio (I)
todas as coisas visíveis e invisuais
Posfácio (II)
todas as coisas visíveis e invisíveis

Detalhes:

Ano: 2020
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 100
Formato: 21x15
ISBN: 9789896899677
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
31/08/2020
FÉRIAS EM AGOSTO
Estimado(a)s Clientes e Amigo(a)s Encerramos para férias entre 1 e 31 de Agosto, por isso não podemos satisfazer quaisquer encomendas neste período. A partir de 1 de Setembro retomamos a nossa actividade normal. Pedindo desculpas por eventuais incómodos, agradecemos a vossa preferência... COLIBRI com gosto, para LER também em AGOSTO!

31/12/2019
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99