Antologia – O 25 de Abril de 1974

Testemunhos da Luta pela Democracia e pela Liberdade




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

O Movimento das Forças Armadas que desencadeou a Revolução do 25 de Abril de 1974 emanou deste sentir e deste povo que ansiava pela Democracia e pela Liberdade. ¶ Lamentavelmente, a mensagem e a comparação social e política, do antes e do depois do 25 de Abril, nem sempre passou para as novas gerações. Esse testemunho ficou esquecido devido a muitos factores e controvérsias inerentes à própria Revolução. ¶ Por vezes, o relato pessoal de episódios de antes, do próprio dia 25 de Abril de 1974 e dos dias que se lhes seguiram, podem ser mais incisivos e convincentes para muitos do que uma enciclopédia histórica sobre esse período. ¶ Empenhados neste caminho pedagógico e político consideramos que estes testemunhos, agora publicados em forma de Antologia, podem ter um valor inestimável do ponto de vista histórico e didáctico.

Índice:

Inscrição da política no acto pedagógico: uma experiência docente antes do 25 de Abril
Adelino Cardoso

“25 de Abril (para) sempre!”
Aleixo Simões

Do fim da Ditadura ao princípio da Democracia
António Sérgio Curvelo Garcia

A tragicomédia de um jovem revolucionário
Avelino Fernando Pinheiro Bento

A solidariedade na luta pela liberdade
Carlos Brito

Cinco instantes para uma canção
Carlos de Almada Contreiras

Qual mais excelente… se ter tido amigos como esta gente
Carlos Leça da Veiga

25 de Abril Sempre – Ainda numa cidade insular
Catarina Melo Antunes

Pontos luminosos da luta pela Liberdade
Cláudio Torres

Ainda histórias de Abril, para sempre
Custódia Casanova

Lutar por Abril para uma vida melhor!
Deolinda Carvalho Machado

O “meu” 25 de Abril
Diogo Serra

Que os cravos de Abril floreçam sempre
Felisberto Marques Reigado

Uma deserção colectiva contra a guerra colonial
Fernando Mariano Cardeira

Recordando
Francisco Matos Serra

Abril no meio da vida
Francisco Seixas da Costa

Morada Incerta
Glória Maria Marreiros

Depoimento político
Hilário Manuel Marcelino Teixeira

Testemunho
Jaime Estorninho

Um antes que não recordo, um depois que não quero que se esqueça
João Costa

O que eu andei pra aqui chegar
João Vargas

Retratos – (1962 • 1963 • 1964)
Jorge Serra de Almeida

Em busca de Abril
Jorge Sales Golias

Ocupação da prisão de Caxias e libertação dos presos políticos
José Júlio Abrantes Serra

O dia certo!
José Viale Moutinho

11 de Março de 1975 – jóia maior do 25 de Abril
Leonardo Freitas

Quantas histórias… tantos rumos
Luís Farinha

Juventude abalroada pela revolução
Luís Raposo

Sobre as margens do adriático
Manuel G. Simões

Três espancamentos no Tribunal Plenário… a bem da Nação
Manuel Luís Macaísta Malheiros

Programa do MFA – Contributo da Marinha
Manuel Martins Guerreiro

Despertar de um ideal
Margarida Pino

O 25 de Abril e a aprendizagem da cidadania
Margarita Correia

Os dias que abalaram a minha vida
Maria do Céu Pires

O Grupo de Estudo dos Professores do Norte – uma experiência de resistência e luta, em tempo de servidão
Maria Manuela Antunes da Silva

A entrega
Maria Rosa e Fernando Penim Redondo

Aveiro, o 3.º Congresso da Oposição Democrática, o Movimento da Marinha e o 25 de Abril
Mário Simões Teles

Marinha – movimentos políticos (1968-1974)
Pedro Lauret

O programa do MFA
Pedro Lauret

Uma alvorada para a liberdade
Raul Cunha

Os Generais do Ditador e os Capitães do Movimento das Forças Armadas
Serafim da Silveira Pinheiro

Soldado n.º 30/65 da 1.ª Companhia Disciplinar
Sérgio Palma Brito

Arqueologia em movimento – memória de um 25 de Abril tão longe, tão perto
Teresa R. Cadete

A Revolução de Abril na “Minha Aldeia”
Vítor Barros



* * * * *


OS COORDENADORES:

CARLOS DE ALMADA CONTREIRAS nasceu em Aljustrel, em 1941, tendo feito grande parte do seu percurso de vida na Marinha de Guerra Portuguesa. Participou activamente no 25 de Abril de 1974 e na redacção do Programa do Movimento das Forças Armadas. Indicou a canção “Grândola Vila Morena” como senha da operação militar dessa madrugada. Entre outros cargos, foi Conselheiro de Estado, Conselheiro da Revolução e director do S.D.C.I.. É Capitão-de-Mar-e-Guerra, na situação de Reforma. Dirige a colecção “Memó-rias de Guerra e Revolução” editando obras que procuram estudar e clarificar a memória histórica da Revolução de Abril de 1974. Grã-Cruz da Ordem da Liberdade.

FERNANDO MÃO DE FERRO nasceu em Portalegre, em 1953. É licenciado em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Fez serviço militar na Marinha de Guerra Portuguesa, tendo sido mobilizado para a Guerra Colonial, onde prestou serviço em Angola durante 3 anos.
Após o 25 de Abril de 1974 fez parte de diversos organismos associativos e políticos.
Fundou a Editora Colibri em 1991, mantendo-se como editor há 30 anos, tendo publicado, durante este tempo, cerca de 3 000 títulos, na sua grande maioria de autores portugueses.

Detalhes:

Ano: 2020
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 572
Formato: 23x16
ISBN: 9789896899875
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
31/08/2020
FÉRIAS EM AGOSTO
Estimado(a)s Clientes e Amigo(a)s Encerramos para férias entre 1 e 31 de Agosto, por isso não podemos satisfazer quaisquer encomendas neste período. A partir de 1 de Setembro retomamos a nossa actividade normal. Pedindo desculpas por eventuais incómodos, agradecemos a vossa preferência... COLIBRI com gosto, para LER também em AGOSTO!

31/12/2019
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99