Empregabilidade em Ciência da Informação




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Cláudia M. Pinto

Sinopse:

Cláudia Pinto parte de uma revisão da literatura internacional, procurando centrar-se na discussão dos conceitos de ‘emprego’, ‘desemprego’ e ‘empregabilidade’, definidos de forma distinta, mesmo em Portugal. Depois, a autora continua para a apresentação e a discussão de diferentes modelos de empregabilidade, caraterizando, por fim, o Mestrado em Ciências da Documentação e Informação, oferta formativa da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Na segunda parte, desenvolve o estudo empírico, debruçando-se sobre os diplomados do referido curso, ancorada na metodologia da investigação. ¶ Dentre as conclusões, destacamos o reconhecimento da importância da formação em Ciências da Documentação e Informação na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa por parte dos seus diplomados, uma tendência para a continuidade da formação na Universidade de Lisboa, tendo muitos dos alunos o curso de especialização na área e obtido na mesma instituição. Acrescente-se a formação em Ciências da Documentação e Informação na Universidade de Lisboa como fator de aumento da remuneração bruta dos diplomados e da empregabilidade. Cerca de 70% trabalha na área profissional das Ciências da Documentação e Informação, tendo ingressado no mestrado para consolidar e/ou atualizar a sua formação. Ainda, o curso de mestrado em Ciências da Documentação e Informação é visto como um meio de obtenção de competências, para além do título, essenciais para ingresso no quadro de distintas organizações e a melhoria da situação profissional e remuneratória dos diplomados. ¶ [CARLOS GUARDADO DA SILVA] ****************************************************** Este é um estudo crucial para o conhecimento da empregabilidade em Ciência da Informação, que contribui para a constituição de um observatório sobre a empregabilidade dos diplomados do 2.º ciclo de estudos na área. Tal é importante para desmistificar, por exemplo, por que razão os diplomados em Ciências da Documentação e Informação trabalham maioritariamente na administração pública, o que não causa admiração, quando os seus serviços se concentram na Área Metropolitana de Lisboa. E é, também, um primeiro passo para o estudo da empregabilidade dos diplomados em Ciência da Informação no território nacional, com valores elevados em Lisboa, que encontram uma possível explicação, para além da qualidade da formação oferecida, numa eventual maior oferta de emprego na região.

Índice:

Agradecimentos

Resumo

Abstract

Introdução


Parte I – Enquadramento Teórico/Conceptual

Capítulo 1 – Conceitos: Emprego, desemprego e empregabilidade
1. Conceitos
2. Modelos de empregabilidade
2.1. Modelo de empregabilidade disposicional de Fugate e Kinicki
3. Empregabilidade e ensino superior
3.1. Estudar a empregabilidade – Contexto Internacional e Externacional
4. A formação no âmbito da empregabilidade
4.1. O Mestrado


Parte II – Estudo Empírico

Capítulo 2 – Aspetos Metodológicos
1. Definição da problemática
1.1. Participantes
2. Plano de Investigação
3. Instrumento de recolha de dados
3.1. O questionário

Capítulo 3 – Análise e interpretação dos dados
1. Análise dos dados

Considerações Finais

Referências bibliográficas


Parte III – Anexos

1.º anexo: Quadro Síntese das questões do questionário
2.º anexo: E-mail de Lançamento do questionário
3.º anexo: Tabelas com as respostas dos inquiridos
4.º anexo: Questionário em Versão impressa
5.º anexo: Tabela pormenorizada da variação da remuneração bruta
auferida pelos inquiridos nos três momentos: na candidatura ao Mestrado, na conclusão do Mestrado e atualmente
6.º anexo: Tabela com as respostas da questão: A Conclusão do Mestrado trouxe alterações profissionais?


* * * * *


A AUTORA:

CLÁUDIA M. PINTO nasceu a 21 de agosto de 1988. Licenciou-se em Administração Pública no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP). O seu percurso profissional nasceu ligado à gestão da qualidade e na consultoria em autoavaliação. Mas abraçar um novo desafio profissional, no Arquivo do Banco de Portugal, fê-la encontrar a paixão por aquilo que faz. Prosseguiu, por isso, os estudos na Faculdade de Letras na Universidade de Lisboa, onde concluiu o Mestrado em Ciências da Documentação e informação. Desde 2018, é arquivista/Record Manager, na Unidade de Arquivo do Banco de Portugal. Afirma que a frase que mais a marcou sobre a profissão que exerce foi: “Taking care of archives can be a surprisingly busy occupation. We think it’s also of the best in the world” (Samantha Thompson).

Detalhes:

Ano: 2020
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 120
Formato: 23x16
ISBN: 9789896899417
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
31/08/2020
FÉRIAS EM AGOSTO
Estimado(a)s Clientes e Amigo(a)s Encerramos para férias entre 1 e 31 de Agosto, por isso não podemos satisfazer quaisquer encomendas neste período. A partir de 1 de Setembro retomamos a nossa actividade normal. Pedindo desculpas por eventuais incómodos, agradecemos a vossa preferência... COLIBRI com gosto, para LER também em AGOSTO!

31/12/2019
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99