Da Mestiçagem à Caboverdianidade

Registos de uma sociocultura




Recomendar livro a um amigo

16,00 €
detalhes do preço

Stock: esgotado


Sinopse:

Nenhum dos grupos intervenientes na formação do povo caboverdiano, tanto o europeu como o africano, podia apresentar uma cultura enraizada no terreno. De igual modo, nenhum dos dois grupos, em razão das condições adversas sócio-económico-alimentares, podia sobreviver independentemente do outro. (…) Colocados frente a frente, olhando-se através das barreiras do racismo, os escravos ou antigos escravos e os senhores da escravatura tiveram que se entender, conforme puderam. Surgiria a mestiçagem, a «convivência», uma comunidade de tolerância (…). Dessa convivência nasceria um sentido de lealdade (…) Desse sentimento de lealdade, aliado a uma cultura partilhada na língua, na música, nos costumes, na expressão literária, eclodiria uma nova identidade – a caboverdianidade.

Detalhes:

Ano: 2003
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 206
Formato: 23x16
ISBN: 972-772-392-6
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
17/11/2018
O NAVEGANTE, da autoria de António Ubaldo
LANÇAMENTO: Dia 17 de Novembro de 2018 (sábado), às 15h00, na Junta de Freguesia de Charneca de Caparica e Sobreda

23/10/2018
MEMÓRIAS DE UM ASSASSINATO EM MONTEMOR-O-NOVO, de Carlos André
LANÇAMENTO: 23 de Outubro de 2018, às 18h30, no Auditório do Museu do Aljube. O Grupo de Teatro de Carnide vai colaborar na apresentação deste livro com uma intervenção cénica.

22/10/2018
RITMOS AFECTIVOS NAS ARTES PERFORMATIVAS, da autoria de Ana Pais
LANÇAMENTO: Dia 22 de Outubro de 2018 (2.ª feira), às 19h00, no Teatro Municipal São Luiz. Conversa com Paula Varanda, Pedro Gil, Rui Pina Coelho e a Autora

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99