Sale!
, , ,

Arte Medieval Portuguesa – Novas Interpretações

O preço original era: 22,00 €.O preço atual é: 19,80 €.

AUTOR:

JOSÉ CUSTÓDIO VIEIRA DA SILVA é Prof. Catedrático Jubilado da NOVAFCSH, onde, a par das funções docentes, foi responsável científico pela área de História da Arte Medieval, Coordenador do Departamento de História da Arte e Vice-Pre­sidente do Conselho Científico da Faculdade. As suas investi­gações privilegiaram o tempo e a arte góticas, sobretudo os seus momentos finais, de que é testemunho a publicação de livros e de artigos em revistas da especialidade e a participa­ção em encontros e congressos nacionais e internacionais.

Availability: 1 em stock

SINOPSE

As reflexões que aqui se propõem organi­zam-se em torno de duas importantes temáticas explicitadas na arte medieval portuguesa: o mundo da representação social da nobreza, expresso nos jacen­tes, e a representação e afirmação do(s) poder(es) no mun­do manuelino.

O objectivo principal que norteou estas investigações foi o de buscar novas formas de entendimento da arte medieval, suscitando diferentes questões e procurando as possíveis e adequadas respostas. O alcance destas reflexões (que o lei­tor julgará) poderá permitir ultrapassar, porventura, o qua­dro duma História da Arte a necessitar de novas pers­pectivas metodológicas de adequação do pensamento e do discurso artísticos à sociedade que os criou e utilizou e de que são intérpretes absoluta­mente originais.

*  *  *

O jacente e a estátua-coluna me­dievais provêm ambos dum mes­mo espírito inventivo de que não é fácil encontrar antecedentes: são não apenas uma das grandes criações da arte medieval euro­peia mas também uma das que maior originalidade apresenta, delimitando desde o início um lugar muito específico na afirma­ção da arte gótica. A novidade iconográfica do jacente, de modo particular, encontra-se associada à emergência progressiva do indi­víduo, revelada na atenção dada à representação autónoma do ser humano na sua irredutível indivi­dualidade. Ao mesmo tempo, po­rém, este insuspeito pendor hu­manista, que corporiza uma das inovadoras dimensões da repre­sentação mental do mundo góti­co, caminha a par duma consciên­cia mais assumida da linhagem a que se pertence e da consequen­te necessidade da sua afirmação: memória individual v. memória social, aparente paradoxo duma só e mesma realidade.

Peso 0,600 kg
Dimensões (C x L x A) 16 × 23 cm

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Arte Medieval Portuguesa – Novas Interpretações”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Shopping Cart
Scroll to Top