Sale!
, , , ,

O General Spínola e a Guiné-Bissau – Contra os Ventos da História

O preço original era: 18,00 €.O preço atual é: 16,20 €.

CARLOS SANTOS PEREIRA – Nasceu a 5 de Novembro de 1950, licenciou-se em História na Facul­dade de Letras da Universidade de Lisboa e adquiriu o grau de mes­tre em História Contemporânea na Universidade Nova de Lisboa. Trabalhou quarenta anos como jornalista para vários jornais, rá­dios e televisões. Especializou-se no Leste europeu e em geoestra­tégia, sendo autor de livros, en­tre outros, sobre o fim da Jugos­lávia e a nova ordem europeia pós-queda do Muro de Berlim.

Faleceu a 22 de Maio de 2021. Nessa semana estava a ultimar um artigo sobre o conflito israe­lo-árabe.

Availability: 9 em stock

SINOPSE

A descolonização foi o nó górdio de Spínola que ele não soube desatar, nem cortar. Hoje é pos­sível compreender a falha de Spínola enquanto político pós 25 de Abril.
Em 1961, com o início da guerra em Angola, Spínola entendeu que o desti­no do regime se jogava em África, por isso se ofe­receu para comandar uma unidade nessa guerra e aí ganhar uma legitimidade que lhe asseguras­se um lugar na História. Julgou tê-lo conseguido com o seu desempenho enquanto Governador e Comandante-chefe na Guiné. Julgou também que África e a descolonização eram o tema cen­tral das preocupações dos portugueses e os seus fiéis assessores ajudaram a criar e a manter essa convicção, mesmo após o 25 de Abril. Na reali­dade, a preocupação dos portugueses não era a posse das colónias, mas a guerra. A preocupa­ção dos portugueses não era África, mas Portugal, a sua vida em Portugal.

[CARLOS DE MATOS GOMES]

 

*  *  *

 

A publicação deste livro resul­tou da iniciativa de um grupo de amigos do falecido Carlos San­tos Pereira que decidiu publicar a sua tese de mestrado em Histó­ria Contemporânea, efetuada na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa (abril de 2001). O do­cumento versa sobre a atuação do então brigadeiro António de Spínola na Guiné, como Gover­nador e Comandante-chefe, até à publicação de Portugal e o Futu­ro (fevereiro de 1974). Faz todo o sentido publicar esta obra sobre um dos principais protagonistas dos acontecimentos que antece­deram o 25 de abril no ano em que se comemoram os 50 anos desse acontecimento histórico.

Peso 0,450 kg
Dimensões (C x L x A) 16 × 23 cm

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “O General Spínola e a Guiné-Bissau – Contra os Ventos da História”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Shopping Cart
Scroll to Top