Sale!
, ,

Retalhos da Vida do Povo de Barrancos (século XX)

O preço original era: 12,00 €.O preço atual é: 10,80 €.

AUTOR:

JOSÉ PERES VALÉRIO Nasceu em Barrancos, em 13 de Maio de 1944. Concluiu a 4.ª classe aos 11 anos. A partir dos 12 anos, foi Aprendiz de Ferrador, Traba­lhador rural, Empregado de co­mércio (produtos alimentares); Serviço Militar Obrigatório (Beja, Leiria e Oeiras).
• Operário nas Indústrias de Moagem (Lisboa) e Lanifícios (Portalegre).
• Trabalha­dor-estudante, onde concluiu o curso geral dos liceus em 1973/1974.
• Administrativo na Câmara Muni­cipal de Barrancos, entre 1983 e 1999.
• Membro dos Órgãos So­ciais dos Bombeiros Voluntários de Barrancos, aproximadamen­te 30 anos.
• Fundador do Clube Amadores Pesca Desportiva de Barrancos.
• Membro dos Órgãos Sociais em: Sociedade Recreativa Artística Barranquense, Sociedade União Barranquense (esta extin­ta); do Barrancos Futebol Clube e da Sociedade Filarmónica Bar­ranquense Fim de Século.

Availability: 1 em stock

SINOPSE

Sendo entusiasta da escrita e da leitura, não podia deixar de focar-me na minha origem.

Desde tenra idade, comecei a ter a noção do que era a vida dura da família, no meio rural, acompa­nhando e vivendo o dia-a-dia com gente que pas­sava as agruras da vida, para poderem sobreviver.

A partir de então, começou a crescer em mim o desejo de, um dia, escrever algo sobre a pobreza, o obscurantismo, as crises constantes e as angústias de um povo, o meu, por força da ditadura que nos assolou, desde 1926 a Abril de 1974.

Espero ter conseguido concretizar esta minha vontade através do presente livro.

[O AUTOR]

*  *  *

A memória parece uma coisa inerte, presa ao passado – mas é dinâmica no sentido em que se constrói ao longo do tempo como resultado das vivências individuais. Essas memórias evo­cam o vivido, o experimentado, o conhecido e refletem o pas­sado, projetam-se no presente e permanecem para o futuro. As memórias constituem por isso, um excelente vínculo entre o passado e o presente, revelam aspetos simbólicos da memória cultural, enfatizando o seu papel na construção de identidades de uma determinada Comunidade. (…) Esta visão combinada com outras memórias e vivências, também elas individuais e que, uma vez conjugadas, constroem a nossa história local – a nossa identidade cultural – as nossas tradições.

[O presidente da Câmara Municipal de Barrancos,
LEONEL CAÇADOR RODRIGUES, PhD]

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Retalhos da Vida do Povo de Barrancos (século XX)”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Shopping Cart
Scroll to Top