Em Torno do Pensar na Torre de Babel

Micro-Ensaios e Afins




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

Num mundo como o nosso actual, o seu funcionamento incorpora (e, quiçá, cultiva) os automatismos do não-pensar, os vazios de comunicação inter-subjectiva, a implantação pandémica do nada expresso, por exemplo, por via da militarização do léxico essencial das nossas línguas, das consciências e das subjectividades, uma militarização ao serviço da recorrente tentação da distopia, da sedução do niilismo, da incultura pedagógica – reinante hoje em dia – que, ora armazena os indivíduos, doravante tidos como pouco rentáveis ao passo que fabrica outros, doravante tidos como os futuros perpetuadores de um modelo societal destrutivo. ¶¶ Acordei viciado em luz. Adormeci quando, à tarde, a luz se tornou concavidade e cinza. À noite, o meu vício inicial desapareceu por trás de esquadrões de muros e arame. Então, ao andar em discretos círculos no meu quarto, decidi amar o que a escuridão apagara: esta fragilidade fugaz, este dia intempestivo da vida, este relógio roto do coração, esta caruma pisada. Por fim, cheguei à meia-noite em estado de êxtase quedo. E a luz encheu o espaço e o momento com a sua alma esfarrapada. E senti-me finalmente em casa.

Índice:

Prefácio

Cento e trinta e quatro micro-ensaios e afins em torno do pensar
(e do não-pensar) na Torre de Babel

Dezasseis desenhos, alguns dos quais hors-texte


O AUTOR:

Christopher Damien Auretta doutorou-se pela Universidade da Califórnia, Santa Bárbara, EUA. Lecciona na Universidade Nova de Lisboa onde organiza seminários em Pensamento Contemporâneo e na área de Ciência e Literatura, focando, sobretudo, exemplos da representação estética da modernidade técnico-científica. Tem publicado e/ou participado em colóquios debruçando-se sobre a obra de António Gedeão, Fernando Pessoa, Jorge de Sena, Machado de Assis, Primo Levi e Roald Hoffmann, bem como sobre questões relacionadas com a bioarte. Tem traduzido e publicado em inglês poesia de Fernando Pessoa e António Gedeão.

Detalhes:

Ano: 2016
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 200
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-590-7
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
28/11/2017
E ANICETO VEM À LUZ, da autoria de Joseia Matos Mira
LANÇAMENTO: Dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), às 18h00, na Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa. Apresentação: Fernando Couto e Santos

28/11/2017
CONVERSAS SOBRE HISTÓRIA DA MÚSICA, da autoria de Jorge Costa Pinto
LANÇAMENTO: dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), entre as 11h30 e as 12h30, na Salão Nobre Academia Sénior, na Parede

27/11/2017
ROMEU CORREIA, com coordenação de Edite Simões Condeixa
LANÇAMENTO: Dia 27 de Novembro de 2017 (2.ª feira), às 18h00, no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada. Apresentação: Vitor Fernandes – poeta e romancista

25/11/2017
ANTÓNIO MARIA LISBOA – Eterno Amoroso, da autoria de Joana Lima
LANÇAMENTO: dia 25 de Novembro de 2017 (sábado), às 17h00, na Livraria Letra Livre, Galeria Zé dos Bois, em Lisboa

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99