Confluências de Mim

Yin Yang




Recomendar livro a um amigo
Temas: Poesia

Sinopse:

Na “ordem cósmica” do Cosmos conhecido, em particular, do Planeta Terra, nem quando nem onde, nem de quem ou para quem, um qualquer ser chegou e está destinado a partir numa integração imergente no mesmo Cosmos. ¶ Assim sendo, o que vos deixo aqui, nesta iniciática corrente de emoções e pulsões, roteiros de viagens interiores e deslocações geográficas, representa tão só, o cunho de uma vida vivida, apressada, em que o tempo sem tempo, ainda concede o tempo para contar a alguém o que o autor se obrigou a contar, esperando que o tempo sem tempo aconteça.

Índice:

Escrever
Amor Impossível
Bipolar#idade
Desamor
Contra o tempo
Contradição
DEUS – Homem
Dúvidas à 10.ª
Entre Março e Abril de 74
Erotismo
Escala imprevista
Figuração Reincarnada
Gente pensa
Help / Creator
Hoje…
Impossível certeza
Insustentabilidade do Ser
Libertação
Mundos diferentes
Mundos diversos
Não saber, sendo
Náufrago
Nem um pouco
Partida sem chegada
Por mil anos que viva
Renascer
Sem te chamar
Pierrot
Ponto Final
Impensável
Ser livre
Silêncio e Morte
Simular ou Ser
Terminus de escala
Um Instante
Contas fechadas, sem lucro
Todos e ninguém

Jeux de lettres / Jeux d’amours
Aujourd’hui… come toujours
L’invention des dieux
Les vents des amants
La Destinée
Someone
Aos amigos


Homenagem a quem me deu a mão e me libertou da opressão
À memória de João de Freitas Branco
À memória de Ruben Andersen Leitão
Un beau pays ; un beau regard



AUTOR:

João Lopes Serrado, nasceu em Funchal, Ilha da Madeira, em 1934. Foi professor, psicólogo, investigador da Fundação Calouste Gulbenkian (1963-73). Participante na coordenação civil da divulgação, no País e no estrangeiro, em fins de 1974-75, das acções de divulgação do Movimento do MFA do 25 de Abril de 1974. Na qualidade de Secretário Executivo da Comissão Nacional da UNESCO – Portugal – MNE, de 1981 a 1999, realizou missões oficiais em dezenas de Estados-membros da Organização das Nações Unidas – UNESCO. Participou conjuntamente com o seu homólogo da República Popular da China, e com as Autoridades portuguesas de Macau, nos anos 90, na negociação para a criação do Centro UNESCO e da Juventude de Macau, no quadro daquela Organização das Nações Unidas. Desde 2001, colaborou em colóquios, tertúlias, congressos ou intervenções de carácter político, nacional e internacional.

Detalhes:

Ano: 2017
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 120
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-673-7
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
30/05/2018
MÚSICA CATÓLICA EM MACAU NO SÉCULO XX, da autoria de Dai Dingcheng
LANÇAMENTO: Dia 30 de Maio de 2018 (4.ª feira), às 18h30, no Centro Científico e Cultural de Macau, em Lisboa

25/05/2018
MEMÓRIAS DE UMA FALSIFICADORA – A Luta na Clandestinidade pela Liberdade de Portugal, de Margarida Tengarrinha
APRESENTAÇÃO: Dia 25 de Maio de 2018 (6.ª feira), às 18h00, na Universidade Popular do Porto. Apresentação: Doutor Manuel Loff e Doutor Silvestre Lacerda

24/05/2018
NEM TUDO ACONTECE POR ACASO, da autoria de Manuel do Nascimento
APRESENTAÇÃO: Dia 24 de Maio de 2018 (5.ª feira), às 16h00. Biblioteca da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Apresentação: Dr. Ângelo Rodrigues

23/05/2018
A NOITE MAIS LONGA DE TODAS AS NOITES, de Helena Pato
LANÇAMENTO: Dia 23 de Maio de 2018 (4.ª feira), às 18h30, na Biblioteca / Espaço Cultural Cinema Europa, em Campo de Ourique (Lisboa). Apresentação: Irene Pimentel e Mário de Carvalho

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99