Escrever a Água




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Rui Casal Ribeiro
Temas: Poesia

Sinopse:

NOITE SOLAR ¶¶¶ (Que verso vale um rosto que se amou?) [Nuno Júdice] ********************************************************** é o teu olhar que ilumina a geografia da água / dá-lhe corpo e alma e o movimento único / que inventa a sua ondulada caligrafia / é esse o olhar que vive na minha morte solar / enquanto um raio de sangue fulmina a minha noite / como uma espada de luz directa ao coração.

Índice:

Venezia: caligrafia de água
Movimento de luz: um rosto
Um rio, uma pedra
Santa Maria della Salute
A chuva sobre o nome
Antemanhã
Árvore, cinza, coisas segredadas
Uma rosa de fogo
Sopros: sílabas
Cinza e águas
Em redor das mãos
Piazzale Roma: primeira noite
I
II
III
IV
V
VI
Fragmentos
A noite e a bruma
De ave e barco seguimento da água (ciclo da mulher de cabelos negros)
Eva I
Eva II
Eva III
Quarto poema do ciclo da mulher de cabelos negros
Ao longo de um quieto rio que se esvai
Segundo Início
Pequenos domínios
A sombra de um rio
O outro rio
Para dizer
Ave de amor diurno
Fonte
Poema do fim do dia
Poema a duas mãos I
II
O sal da lágrima
Brilhos
Escrever a água
O sangue, a luz: um coração
Serenidade
Alcalá
O poema em ruína
Rio de sombras – astralidade I
Prece
Quase Verão
Sopro de vida
Fragmento de amor
Uma porta, um rosto
Sombras de luz – astralidade II
Um crepúsculo é todos os crepúsculos
Gatos
A primeira luz da noite será uma rosa
Um fio de memória
Mães: as mãos
Como dizer
Uma incerta sombra
As enseadas de Deus
Casa
Noite Solar
Serenidade II



Rui Eugénio Mano Casal Ribeiro nasceu na cidade de Espinho em 01.11.1960. Com dois anos de idade mudou-se para a vila de Parede, Concelho de Cascais, lugar (e lugares à volta do qual) onde reside ainda hoje. Realizou os seus estudos Básicos e Secundários na Parede e S. João do Estoril, respectivamente, tendo-se mais tarde Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, na área de Estudos Portugueses, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Iniciou a sua vida profissional em 1983 na Sacor Marítima, empresa do Grupo Galp Energia em que ainda hoje se encontra. Obras publicadas tem apenas duas, já em idos de 80 do século passado, ambas livros de poesia em edição de autor, uma individualmente e outra em colaboração com Rui Eduardo Paes.

Detalhes:

Ano: 2018
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 96
Formato: 21x15
ISBN: 978-989-689-750-5
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
31/12/2018
FELIZ NATAL e EXCELENTE ANO NOVO
São os votos de toda a equipa das Edições Colibri

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99